2 Crônicas 18
NBV-P
18
1Mas o rei Josafá, rico e muito honrado, aliou-se a Acabe, rei de Israel, por intermédio de laços de casamento.#18.1 Veja 21.6. 2Alguns anos mais tarde, ele foi a Samaria visitar o rei Acabe, e Acabe abateu um grande número de ovelhas e bois para receber Josafá e seus ajudantes. Depois pediu ao rei Josafá que se ajuntasse a ele com os seus soldados a fim de atacarem Ramote-Gileade.
3Acabe, rei de Israel, perguntou a Josafá: “Você vai comigo combater contra Ramote-Gileade?”
Josafá respondeu: “Sou como você, e meu povo é como o seu povo. Lutaremos juntos com você! 4Contudo, é melhor que primeiro consultemos o Senhor!”
5Então o rei Acabe reuniu quatrocentos dos seus profetas e perguntou a eles: “Devemos ir à guerra contra Ramote-Gileade ou não?”
E eles responderam: “Sim, pois Deus lhe dará uma grande vitória!”
6Josafá, porém, não ficou satisfeito, e perguntou: “Será que não há aqui mais algum profeta do Senhor a quem podemos consultar?”
7“Bem”, disse-lhe Acabe, “há um profeta por intermédio de quem podemos consultar o Senhor, mas não gosto dele, porque nunca profetiza coisas boas para mim, só coisas ruins! O nome dele é Micaías, filho de Inlá.
“Ora, não fale dessa maneira!”, disse Josafá. “Vamos ouvir o que ele tem a dizer”.
8Então o rei de Israel chamou um de seus oficiais e ordenou: “Depressa! Vá e traga-me Micaías, filho de Inlá”.
9O rei de Israel e Josafá, rei de Judá, estavam sentados em seus tronos, com as roupas reais, num lugar perto da porta de Samaria, e todos os profetas estavam profetizando diante deles. 10Um deles, Zedequias, filho de Quenaaná, fez para essa ocasião chifres de ferro, e disse: “O Senhor diz que o rei irá ferir os sírios#18.10 Ou “arameus”. com estes chifres, até que eles sejam destruídos!”
11E todos os outros concordaram, dizendo: “Suba a Ramote-Gileade e você sairá vitorioso, porque o Senhor entregará esta cidade nas mãos do rei”.
12O mensageiro que tinha ido buscar Micaías disse a ele: “Todos os profetas estão dizendo que o rei vai vencer a guerra. Espero que você concorde com eles e dê ao rei uma palavra favorável”.
13Micaías, porém, respondeu: “Tão certo como vive o Senhor, o que o meu Deus disser, isso falarei”.
14Quando chegou diante do rei, este perguntou a ele: “Micaías, devemos ir à guerra contra Ramote-Gileade ou não?”
E Micaías respondeu: “Com toda a certeza, podem ir! A vitória é certa!”
15Mas o rei disse a ele: “Quantas vezes eu tenho de dizer a você que fale somente a verdade em nome do Senhor?”
16Então Micaías lhe falou: “Na visão que eu tive, vi todo o Israel espalhado pela montanha como ovelhas sem pastor, e ouvi o Senhor dizer: ‘Estes homens não têm líder. Mande todos para casa em paz’ ”.
17“Eu não lhe disse”, disse o rei de Israel a Josafá. “Ele nunca profetiza coisa boa a meu respeito, apenas coisas ruis”.
18“Ouçam a palavra do Senhor”, continuou Micaías. “Vi o Senhor sentado no seu trono, cercado com todo o exército celestial à sua direita e à sua esquerda. 19E o Senhor falou: ‘Quem é capaz de enganar Acabe, o rei de Israel, para que vá à guerra contra Ramote-Gileade e seja morto ali?’
“Houve muitas sugestões, 20mas, por fim, um espírito se apresentou diante do Senhor, dizendo: ‘Eu sou capaz de enganá-lo!’
“ ‘De que maneira?’, o Senhor perguntou a ele.
21“Ele respondeu: ‘Eu serei um espírito mentiroso na boca de todos os profetas do rei!’
“Disse o Senhor: ‘Isso dará certo; vá e engane-o’.
22“E o Senhor pôs um espírito mentiroso na boca desses seus profetas, quando na verdade ele decidiu fazer o contrário do que eles estavam dizendo ao rei, e decretou a sua desgraça!”
23Então Zedequias, filho de Quenaaná, caminhou até Micaías e lhe deu um tapa no rosto. “Você é um mentiroso”, gritou Zedequias. “Quando foi que o Espírito do Senhor saiu de mim para falar a você?”
24Micaías respondeu: “Você descobrirá quando você for esconder-se num quarto interior!”
25“Peguem este homem e levem-no de volta a Amom, governador da cidade, e ao meu filho Joás”, ordenou o rei de Israel, 26“e digam que assim diz o rei: ‘Coloquem esse homem na prisão, e deem a ele somente pão e água, até que eu volte em segurança da batalha” ’.
27Micaías respondeu: “Se o rei voltar a salvo, o Senhor não falou por meu intermédio”. Depois, virando-se para os que estavam ali ao redor, disse: “Prestem atenção naquilo que eu disse”.
28Então o rei de Israel e Josafá, rei de Judá, levaram seus exércitos a Ramote-Gileade. 29E o rei de Israel disse a Josafá: “Eu vou me disfarçar de modo que ninguém me reconheça, mas você vai vestido com as suas roupas reais!” E foi o que eles fizeram, e ambos foram para o combate.
30O rei da Síria tinha dado estas instruções aos chefes dos carros de guerra:
“Não deem atenção a ninguém, seja soldado, seja oficial; só quero o rei de Israel!” 31Quando os que conduziam os carros viram Josafá, rei de Judá, vestido em suas roupas reais, o atacaram, supondo que era o homem que procuravam. Mas Josafá clamou ao Senhor para salvá-lo, e o Senhor fez que os condutores dos carros deixassem o rei. 32Logo que os condutores dos carros descobriram que ele não era o rei de Israel, deixaram de persegui-lo.
33Mas um dos soldados sírios atirou por acaso uma flecha e feriu o rei de Israel no encaixe da sua armadura. “Tirem-me daqui”, disse ele ao condutor do seu carro, “estou muito ferido”. 34A batalha tornou-se cada vez mais violenta naquele dia, e o rei Acabe ficou apoiado em seu carro, diante dos sírios#18.34 Ou “arameus”. até a tarde, mas, ao pôr do sol, ele morreu.

Nova Bíblia Viva

Copyright © 2007 por Biblica, Inc.®

Usado com permissão da Biblica, Inc.® Todos os direitos reservados.

Learn More About Nova Bíblia Viva Português