Parallel
35
Deus não ouve os aflitos, porque estes não têm fé
1Disse mais Eliú:
2Achas que é justo dizeres:
Maior é a minha justiça do que a de Deus?
3Porque dizes: De que me serviria ela?
Que proveito tiraria dela mais do que do meu pecado?
4Dar-te-ei resposta, a ti
e aos teus amigos contigo.
5Atenta para os céus e vê;
contempla as altas nuvens acima de ti.
6Se pecas, que mal lhe causas tu?
Se as tuas transgressões se multiplicam, que lhe fazes?
7Se és justo, que lhe dás
ou que recebe ele da tua mão?
8A tua impiedade só pode fazer o mal ao homem como tu mesmo;
e a tua justiça, dar proveito ao filho do homem.#Jó 22.2-3
9Por causa das muitas opressões, os homens clamam,
clamam por socorro contra o braço dos poderosos.
10Mas ninguém diz: Onde está Deus, que me fez,
que inspira canções de louvor durante a noite,
11que nos ensina mais do que aos animais da terra
e nos faz mais sábios do que as aves dos céus?
12Clamam, porém ele não responde,
por causa da arrogância dos maus.
13Só gritos vazios Deus não ouvirá,
nem atentará para eles o Todo-Poderoso.
14Jó, ainda que dizes que não o vês,
a tua causa está diante dele;
por isso, espera nele.
15Mas agora, porque Deus na sua ira não está punindo,
nem fazendo muito caso das transgressões,
16abres a tua boca, com palavras vãs,
amontoando frases de ignorante.