Parallel
4
A Montanha do Senhor
1Nos últimos dias, acontecerá que
o monte do templo do Senhor
será estabelecido
como o principal entre os montes
e se elevará acima das colinas.
E os povos a ele acorrerão.
2Muitas nações virão, dizendo:
“Venham, subamos
ao monte do Senhor,
ao templo do Deus de Jacó.
Ele nos ensinará os seus caminhos,
para que andemos nas suas veredas”.
Pois a lei virá de Sião,
a palavra do Senhor, de Jerusalém.
3Ele julgará entre muitos povos
e resolverá contendas
entre nações poderosas e distantes.
Das suas espadas farão arados,
e das suas lanças, foices.
Nenhuma nação erguerá
a espada contra outra,
e não aprenderão mais a guerra.
4Todo homem poderá sentar-se
debaixo da sua videira
e debaixo da sua figueira,
e ninguém o incomodará,
pois assim falou
o Senhor dos Exércitos.
5Pois todas as nações andam,
cada uma em nome dos seus deuses,
mas nós andaremos
em nome do Senhor, o nosso Deus,
para todo o sempre.
O Plano do Senhor
6“Naquele dia”, declara o Senhor,
“ajuntarei os que tropeçam
e reunirei os dispersos,
aqueles a quem afligi.
7Farei dos que tropeçam
um remanescente
e dos dispersos, uma nação forte.
O Senhor reinará sobre eles
no monte Sião
daquele dia em diante e para sempre.
8Quanto a você, ó torre do rebanho,
ó fortaleza#4.8 Ou colina da cidade#4.8 Hebraico: filha; também nos versículos 10 e 13. de Sião,
o antigo domínio será restaurado a você;
a realeza voltará
para a cidade de Jerusalém.”
9Agora, por que gritar tão alto?
Você não tem rei?
Seu conselheiro morreu,
para que a dor seja tão forte para você
como a de uma mulher
em trabalho de parto?
10Contorça-se em agonia,
ó povo da cidade de Sião,
como a mulher em trabalho de parto,
porque agora terá que deixar
os seus muros
para habitar em campo aberto.
Você irá para a Babilônia,
e lá será libertada.
Lá o Senhor a resgatará
da mão dos seus inimigos.
11Mas agora muitas nações
estão reunidas contra você.
Elas dizem: “Que Sião seja profanada,
e que isso aconteça
diante dos nossos olhos!”
12Mas elas não conhecem
os pensamentos do Senhor;
não compreendem o plano
daquele que as ajunta
como feixes para a eira.
13“Levante-se e debulhe,
ó cidade de Sião,
pois eu darei a você chifres de ferro
e cascos de bronze
para despedaçar muitas nações.”
Você consagrará ao Senhor,
ao Soberano de toda a terra,
os ganhos ilícitos
e a riqueza delas.