Como ouvir a voz de Deus

Dia 5 de 7 • Leitura do dia

Devocional

 Deus pode aparecer em qualquer lugar, a qualquer tempo, de qualquer forma.


Minamos a autoridade das Escrituras ao nos recusarmos a acreditar na capacidade de Deus de nos falar hoje da mesma maneira que fala nas páginas da Bíblia. Nada mudou. Ele ainda provoca desejos, abre portas e inspira sonhos. Ainda fala por intermédio de sugestões, de pessoas e da dor. Se fizermos o que faziam na Bíblia, Deus fará o que ele fez.


Quando Jesus disse “Aquele que tem ouvidos, ouça!”, fazia uma exortação a se ouvir não uma, mas duas vezes. É nesse intervalo entre a primeira audição e a segunda que discernimos as sugestões do Espírito Santo. Não ouça a Deus apenas com o ouvido externo. Desse modo, as coisas entram por um ouvido e saem pelo outro. Dê a Deus uma segunda audição, com o ouvido interno. Assim, a verdade passa da sua cabeça para o fundo do seu coração.


Ouvir não acontece por acaso. Você tem de sair do acampamento e construir uma tenda do encontro. Tem de buscar a solitude, procurar o silêncio. Tem de eliminar as distrações sem dó nem piedade. Por que não desligar o rádio e conversar com Deus ao longo de seu deslocamento para o trabalho? Ou jejuar das mídias sociais por um tempo? Ou fazer um retiro de silêncio? Tem alguém em sua vida que parece ouvir Deus com mais frequência e clareza que você? Chegue o mais perto que puder dessa pessoa. É bem possível que você ouça, nem que seja sem querer, a voz de Deus!


Mudança de compasso + mudança de lugar = mudança de perspectiva. Às vezes, uma pequena mudança de cenário faz muito para nos ajudar a ouvir a Deus de novas maneiras. Se deseja que Deus faça algo novo, você não pode continuar repetindo as mesmas coisas de sempre. Precisa ousar ser diferente, e isso inclui ouvir de uma nova maneira.