Guerreiras de oração: a armadura de Deus

Dia 2 de 7 • Leitura do dia

Devocional

 Coloquem o cinto da verdade


Os soldados romanos cingiam-se com algo semelhante àquilo que os levantadores de peso usam para ganhar força e apoio e não machucar o tronco. Assim, os soldados tinham mais força contra o inimigo.


Nós também precisamos desse tipo de suporte para ganhar força em nosso tronco espiritual. Isso significa que devemos nos cercar da verdade e não permitir que nada além dela invada nossos pensamentos. Significa que devemos pedir a Deus que nos mantenha livres do engano para jamais permitirmos que a mentira crie raízes. Conhecer a verdade nos liberta de toda possibilidade de engano e ilumina quaisquer trevas em nossa vida.


Isso não quer dizer simplesmente saber sobre a verdade. Significa conhecê-la de modo a tornar-se parte de nossa vida. E não é qualquer verdade que nos libertará, mas apenas a verdade de Deus. Jesus disse: “Vocês são verdadeiramente meus discípulos se permanecerem fiéis a meus ensinamentos. Então conhecerão a verdade, e a verdade os libertará” (Jo 8.31-32, NVT). Quando nos envolvemos na verdade de Deus, ela nos protege e fortalece nossa essência.


O inimigo usa mentiras para confundir as pessoas e enchê-las de ansiedade e medo. O apóstolo João afirmou: “Sabemos que somos filhos de Deus e que o mundo inteiro está sob o controle do maligno” (1Jo 5.19, NVT). Quando acreditamos nas mentiras do inimigo, nosso raciocínio é confundido e somos enfraquecidas. Devemos combater diariamente as mentiras do inimigo com a verdade de Deus.


Adaptado de Stormie Omartian, Guerreiras de oração: O caminho para uma vida de vitória (Mundo Cristão, 2014).