Escolhido: Lembre-se do Evangelho Todos os Dias

Dia 5 de 7 • Leitura do dia

Devocional

Eu quase deixei o livro cair, quando li a tradução de David Bentley Hart para a palavra "abençoado" na Bíblia. O estudioso famoso fala sobre como a palavra bendito perdeu o significado na nossa cultura: ela é usada, mais ou menos, como "sortudo" ou "felizardo". Ao invés disso, Hart argumenta que o real significado seria mais próximo da palavra bem-aventurado ou de um estado de felicidade arrebatador. 



Isso é o que Deus fez por nós no evangelho: Ele nos deu todas as bençãos eternas imagináveis, ao ponto de estarmos cheios de alegria! 



Nossa escolha diária, luta diária, provação diária é se vamos ou não lembrar, perceber e viver nessa realidade. 



Isso não depende das nossas circunstâncias. É sério! Um jovem, Meisha, me ensinou isso de um jeito que nunca esquecerei. 



Meisha era um refugiado em um país devastado pela guerra. A aldeia e tudo o mais quanto ele conhecia foram destruídos por um exército opressor e ele foi forçado a ser um carregador, levando os suprimentos de um soldado através da selva chuvosa, enquanto olhava para o cano de uma arma – situação muito parecida com a dos dias de Jesus, quando um soldado romano obrigou uma pessoa a carregar a carga Dele por quilômetros. 



Então, um certo dia, um soldado obrigou Meisha, sob a mira de uma arma, a desarmar uma mina terrestre. A mina explodiu e Meisha perdeu as mãos e os olhos em um instante. Eles o deixaram ali, achando que estava morto, mas ele não morreu. 



Alguns anos atrás, alguém compartilhou com ele a história do Salvador que sofreu. Ele se identificou com um Deus que conhecia a sua dor. A vida dele foi gloriosamente transformada. 



Meisha é tão entusiasmado e feliz a respeito do Evangelho que pessoas o levam de um campo de refugiados a outro para que ele possa compartilhar o Evangelho com aqueles que ainda não ouviram sobre Jesus. 



A alegria de Meisha é contagiante. Ele é muito mais feliz do que muitas pessoas que enxergam, têm ambas as mãos e não vivem em extrema pobreza em um campo de refugiados. A alegria dele se origina da gratidão que ele tem pela cruz. Meisha sabe que em pouco tempo ele estará com Cristo para sempre. 



Meisha demonstra isso transbordando a alegria do Evangelho em meio a um campo de refugiados. Ele encarna os escritos do apóstolo Paulo, que dizem: "E essa pequena e passageira aflição que sofremos vai nos trazer uma glória enorme e eterna, muito maior do que o sofrimento". (2 Coríntios 4:17).