O Sucesso de José: do Poço ao Palácio

Devocional

O Poço


Nem sempre vamos entender completamente como vão acontecer os planos de Deus.


Como cristãos, achamos que Deus tem a obrigação de nos dizer de forma clara tudo o que devemos fazer na nossa vida, quando a verdade é que a direção nós já encontramos em sua Palavra. Precisamos prosseguir. Deus age enquanto caminhamos. (Pv 16.9)


Deus não nos deixa sem futuro (Jr 9.11). Se agarre àquilo que Ele já disse - baseie sua esperança nisso. Mesmo que a vida pareça estar confusa, lembre-se daquilo que Deus já falou com você e guarde no seu coração. Se você não tem nenhum futuro para fixar sua esperança, olhe para a sua salvação!


Um dia, José foi até Dotã procurar seus irmãos e a Bíblia diz que de longe, quando os irmãos viram José, planejavam matá-lo. "Lá vem aquele sonhador!” Jogaram José no poço sem água e o venderam para os ismaelitas como escravo. Imagine a dor de José, imagine como estava o coração dele.


Na vida passamos por alguns poços também e existem dois tipos de sofrimento que enfrentamos: aqueles que nós causamos e aqueles que os outros nos causam. José estava passando pela segunda opção.


Ele era o caçula e aqueles que deveriam estar cuidando dele, como irmãos mais velhos, tinham no seu coração o desejo de matá-lo. O sofrimento de José foi provocado pela maldade dos seus irmãos.


Também temos momentos na nossa vida em que nos encontramos em um poço sem água. Tudo vinha bem, não esperávamos por isso. A traição de um cônjuge, a notícia de uma doença, o mal trato de um filho, o abuso de um parente, a decepção de um amigo. Alguns poços são tão profundos e tão secos que pensamos que não há como sairmos deles. O poço da mágoa, do abuso, da traição, decepção.


A vida vai trazer poços sem água para nós, poços fundos e muitas vezes poços muito secos. Você está dentro de algum hoje?


A boa notícia é que o nosso Deus nos vê mesmo nos momentos em que estamos no mais fundo dos poços. Ele não se esqueceu de José e também não vai se esquecer de você.