Uma Vida Resistente

Dia 1 de 5 • Leitura do dia

Devocional

Construindo sobre a rocha


Pode ser que você conheça a história dos três porquinhos, onde cada um construiu uma casa com um material diferente: palha, madeira e tijolo. O lobo, que os perseguia para comê-los, conseguiu derrubar as duas primeiras casas, obrigando os porquinhos a fugirem para a casa que estava construída com tijolos. Ao chegarem nela, o lobo soprou e soprou com mais força do que antes, mas os tijolos não se moveram nem um milímetro. Os porquinhos sentaram-se para celebrar a resistência da casa, com a alegria de estarem a salvo.


Essa história simples tem muito a nos ensinar sobre o que significa ter uma vida resistente. Mateus 7 nos conta uma história parecida, a de um homem sábio que construiu sua casa sobre a rocha e um homem tolo que a construiu sobre a areia. Jesus nos diz que aquelas pessoas que colocam em prática o que escutaram d'Ele são aquelas que constroem sobre rocha firme.


Pode ser que a chuva caia ou que a economia exploda, que situações queiram roubar nossa fé e esgotar nossas energias para que não possamos continuar em frente. Porém, o desejo do coração de Deus para nós é que vivamos uma vida resistente, firme, constante e estável nas coisas de Deus. Seu desejo é que permaneçamos fiéis e sigamos em frente apesar das adversidades e tentações que possam se apresentar no caminho.


Sobre o que você está construindo sua vida? Sobre seus dons e talentos? Sobre seus próprios recursos?


Jesus nos ensina que alcançamos uma vida firme aplicando o que Ele nos ensina. De que serve saber algo se não colocarmos em prática?


Nossa fé se torna visível fora da igreja: na nossa escola, no nosso trabalho, no nosso casamento. Porque é ali que temos a oportunidade de liberar o poder da Palavra de Deus ao aplicá-la.


Talvez você sinta que construiu sua vida sobre a areia. Muitos dizem que viver é como construir um edifício que, se você começar mal, terminará da mesma maneira. Mas a vantagem da nossa fé é que, em Deus, sempre podemos começar de novo. Essa é a beleza da graça de Deus: mesmo que você tenha cometido um erro, você sempre pode voltar a construir.


Nunca é tarde demais para começar a edificar sobre rochas inabaláveis! Se o próprio Deus não desistiu, ao nos dar mais oportunidades, por que nós faríamos isso?


Sua misericórdia é nova todas as manhãs e nunca é tarde para começar a construir. Porém, sobre quais fundamentos você fará isso dessa vez?