Encontre descanso

Dia 5 de 7 • Leitura do dia

Devocional

Saiba quando sair de campo


Eu estava dando treinamento para um grupo de jovens líderes promissoras de uma grande empresa aeroespacial. Numa dramatização de estudo de caso, elas imaginaram um contexto de trabalho fictício: depois de algumas adversidades financeiras, sua divisão teve uma grande oportunidade que poderia sustentar o departamento inteiro. Isso exigiria um grande esforço de todo mundo, horas extras e finais de semana pelos próximos seis meses. Cada pessoa foi informada, então, que tinha uma crise pessoal para conciliar (por exemplo, o marido diagnosticado com câncer, uma criança pequena que precisa de fonoaudiologia às quatro da tarde, três vezes por semana, ou pais idosos precisando de ajuda para encontrar uma casa de repouso e se mudar para lá).


As mulheres criaram uma solução para cada dilema. Fizeram então uma encenação para apresentar a um executivo sênior.


A equipe do caso do câncer foi a primeira, com uma solução cuidadosamente elaborada, que consistia em trabalhar de manhã cedo e até tarde da noite para compensar o tempo perdido com a quimioterapia do marido, e recrutar outras pessoas para substituí-las quando estivessem fora. As líderes ficaram perplexas com a resposta do executivo: “A proposta de vocês é heroica e admirável, mas completamente irrealista. Não acreditei em nem uma só palavra”.


Silêncio constrangedor.


Toda mulher competente sabe que é preciso fazer tudo o que for preciso para apresentar um trabalho bem feito. Mas há algo tão importante quanto isso: precisamos reconhecer quando as circunstâncias não nos permitem fazer bem o nosso trabalho. Assim como um bom jogador de futebol nunca insistiria em jogar com o tornozelo torcido, colocando a equipe em risco, às vezes precisamos perceber que vamos prejudicar a nossa equipe – e a nós mesmas – se não sairmos de campo por um tempo. Como o executivo durão falou naquele dia: “Sim, podemos precisar de você – mas seu marido precisa de você mais ainda”.


Quantas vezes percebemos que assumimos responsabilidades excessivas, ou encontramos circunstâncias imprevistas que nos impediram de cumprir nossas obrigações? Precisamos aprender quando devemos nos retirar do campo por um tempo, acenar com a bandeira branca da humildade e desfrutar dos frutos tranquilos das expectativas realistas.


Deus nunca nos faz um chamado sem prover tudo de que precisamos para cumprir a nossa tarefa, e isso inclui tempo e capacidade emocional. Se não conseguirmos fazer o nosso trabalho, apesar dos nossos melhores esforços, é porque Ele tem um plano diferente em mente – talvez uma pessoa ou uma época diferente. Vamos ouvir quando o Espírito Santo nos chama, suavemente, para deixar de lado certas coisas e para confiar que Ele as tem sob o Seu controle.


Deixe de lado a mulher-maravilha