Paralelo
35
Terceira fala de Eliú
Cap. 35
1Em seguida Eliú disse:
2“Jó, você não tem o direito de dizer
que para Deus você é inocente
3e também não pode perguntar assim:
‘Ó Deus, será que te sentes mal com o meu pecado?
E que vantagem tenho se não pecar?’
4Pois eu vou responder a você
e também aos seus amigos.
Suas faltas não prejudicam a Deus, mas os outros
5“Olhe para o céu e veja
como as nuvens estão muito acima de você.
6Se você peca, isso não atinge a Deus lá no alto;
as suas faltas, por muitas que sejam, não vão prejudicar a Deus.
7Se você faz o bem, não está ajudando a Deus;
ele não precisa de nada que é seu.
8São os outros que sofrem por causa dos pecados que você comete;
e também são eles que são ajudados quando você pratica o bem.
9“Os homens, quando são perseguidos por todos os lados,
gemem e gritam, pedindo que alguém os livre das mãos dos poderosos;
10porém não voltam para Deus, o seu Criador,
que dá forças nas horas mais escuras.
11Eles não voltam para Deus, que os torna sábios,
mais sábios do que as aves e os animais.
12Eles gritam por socorro, mas Deus não responde
porque são orgulhosos e maus.
13Mas é falso dizer que Deus não ouve
ou que o Todo-Poderoso não vê.
Você não sabe o que está dizendo
14“Jó, você diz que não pode ver a Deus;
mas espere com paciência, pois a sua causa está com ele.
15Você pensa que Deus não castiga,
que ele não presta muita atenção no pecado.
16Não adianta nada continuar o seu discurso;
você fala muito, porém não sabe o que está dizendo.”