1
Prefácio e saudação
1Paulo, prisioneiro de Cristo Jesus, e Timóteo, nosso irmão, a Filemom, nosso muito amado e nosso companheiro de trabalho, 2e à irmã Áfia, e a Árquipo, nosso companheiro de lutas, e à igreja que está na tua casa: 3graça a vós e paz da parte de Deus, nosso Pai, e da do Senhor Jesus Cristo.
Ação de graças
4Sempre dou graças ao meu Deus, fazendo menção de ti nas minhas orações, 5ouvindo o teu amor e a fé que tens para com o Senhor Jesus e para com todos os santos, 6para que a comunicação da tua fé se torne eficaz, no pleno conhecimento de todo o bem que há em vós, para com Cristo. 7Pois tive, irmão, muita alegria e conforto no teu amor, porque os corações dos santos foram reanimados por ti.
Paulo intercede por Onésimo
8Por isso, se bem que eu tenha muita liberdade em Cristo para te mandar o que é conveniente, 9contudo, prefiro apelar para ti, em nome deste amor, sendo como sou, Paulo, velho e agora até prisioneiro de Cristo Jesus. 10Rogo-te por meu filho Onésimo, 11que eu gerei nas minhas prisões, o qual, outrora, te foi inútil, mas agora é útil a ti e a mim; 12e eu to envio a ele, que é meu próprio coração. 13Eu quisera tê-lo perto de mim, para que me servisse, em teu lugar, nas prisões do evangelho, 14mas nada quis fazer sem a tua aprovação, para que o teu benefício não fosse como por necessidade, mas da tua livre vontade. 15Talvez por isso ele se apartasse de ti por algum tempo, para que tu o recuperasses para sempre, 16não mais como servo, mas, em vez de servo, como irmão amado, de mim principalmente e mais ainda de ti, quer na carne quer no Senhor. 17Se, pois, me tens por companheiro, recebe-o como a mim. 18Se te fez algum mal ou se te deve alguma coisa, lança-o na minha conta. 19Eu, Paulo, o escrevo com o meu próprio punho: eu o pagarei; por não dizer que tu me deves até a tua própria pessoa. 20Sim, irmão, que eu me regozije de ti no Senhor; reanima o meu coração em Cristo.
Comunicações particulares
21Eu te escrevo confiado na tua obediência, sabendo que farás ainda mais do que digo. 22Mas, ao mesmo tempo, também prepara-me pousada, pois espero que vos seja concedido pelas vossas orações.
Saudações finais
23Epafras, meu companheiro de prisão em Cristo Jesus, te saúda, 24assim como Marcos, Aristarco, Demas e Lucas, meus companheiros de trabalho.
A bênção
25A graça do Senhor Jesus Cristo seja com o vosso espírito.
Loading reference in secondary version...

1917, 2010 Sociedade Bíblica do Brasil. Todos os direitos reservados.