1
Moisés reconta a partida de Horebe
1Estas são as palavras que Moisés falou a todo o Israel além do Jordão, no deserto, na Arabá, defronte de Sufe, entre Parã, Tofel, Labã, Hazerote e Di-Zaabe. 2É viagem de onze dias desde Horebe, pelo caminho do monte Seir, até Cades-Barneia. 3No ano quadragésimo, no undécimo mês, no primeiro dia do mês, falou Moisés aos filhos de Israel conforme tudo o que Jeová lhe havia ordenado com relação a eles, 4depois de ter derrotado a Seom, rei dos amorreus, que habitava em Hesbom, e a Ogue, rei de Basã, que habitava em Astarote, em Edrei. 5Além do Jordão, na terra de Moabe, resolveu Moisés explicar esta lei, dizendo: 6Jeová, nosso Deus, falou-nos em Horebe: Assaz vos tendes demorado neste monte. 7Voltai, ponde-vos a caminho e ide à região montanhosa dos amorreus e a todos os lugares vizinhos da Arabá, da região montanhosa, da Sefelá, do Neguebe, da costa marítima, terra dos cananeus e do Líbano, até o grande rio, o rio Eufrates. 8Eis que vos entreguei esta terra; entrai e possuí a terra que Jeová prometeu com juramento a vossos pais, a Abraão, a Isaque e a Jacó, a eles e à sua semente depois deles.
A nomeação de auxiliares
9Eu vos disse nesse tempo: Não posso sozinho levar-vos; 10Jeová, vosso Deus, vos tem multiplicado, e em multidão sois hoje como as estrelas do céu. 11Jeová, Deus de vossos pais, vos faça mil vezes mais numerosos do que sois e vos abençoe, como vos prometeu. 12Como posso sozinho levar o vosso peso, a vossa carga e a vossa contenda? 13Tomai-vos homens sábios, e entendidos, e experimentados, segundo as vossas tribos, e pô-los-ei por cabeças sobre vós. 14Respondestes-me: É bom fazer o que disseste. 15Tomei, pois, os cabeças das vossas tribos, homens sábios e entendidos e fi-los cabeças sobre vós, capitães de mil, capitães de cem, e capitães de cinquenta, e capitães de dez, e oficiais, segundo as vossas tribos. 16Mandei aos vossos juízes nesse tempo, dizendo: Ouvi as causas entre vossos irmãos e julgai com justiça entre um homem e seu irmão ou o estrangeiro que está com ele. 17Ao julgardes, não vos deixareis levar de respeitos humanos. Do mesmo modo, ouvireis o pequeno como o grande; não temereis o rosto de homem algum, porque o juízo é de Deus. A causa que for demasiado difícil para vós, a trareis para mim, e ouvi-la-ei. 18Ordenei-vos nesse tempo tudo o que deveis fazer.
Como foram enviados os espias
19Tendo partido de Horebe, passamos por todo aquele grande e medonho deserto que vistes, no caminho da região montanhosa dos amorreus, como Jeová, nosso Deus, nos ordenou; e chegamos a Cades-Barneia. 20Então, eu vos disse: Sois chegados à região montanhosa dos amorreus, a qual Jeová, nosso Deus, nos está dando. 21Eis que Jeová, teu Deus, te entregou a terra; sobe e toma posse dela, como te prometeu Jeová, Deus de teus pais; não temas, nem te assustes. 22Então, todos vós chegastes a mim e dissestes: Enviemos homens adiante de nós, que nos espiem a terra e nos ensinem o caminho por que devemos subir e as cidades a que devemos ir. 23Isso me pareceu bem, e tomei doze homens dentre vós, um homem de cada tribo; 24eles, tendo-se posto a caminho, subiram a região montanhosa, e chegaram ao vale de Escol, e espiaram a terra. 25Tendo tomado do fruto da terra nas mãos, no-lo trouxeram e nos informaram, dizendo: É terra boa a que Jeová, nosso Deus, nos está dando.
A incredulidade do povo
26Porém não quisestes subir e fostes rebeldes à ordem de Jeová, vosso Deus. 27Murmurastes nas vossas tendas e dissestes: Porque Jeová nos odiou, tirou-nos da terra do Egito, para nos entregar nas mãos dos amorreus, a fim de nos destruir. 28Para onde estamos nós subindo? Nossos irmãos fizeram que se derretesse nosso coração, dizendo: O povo é maior e mais alto do que nós, as cidades são grandes e fortificadas até o céu. Também vimos ali os filhos dos anaquins. 29Então, eu vos disse: Não tremais, nem tenhais medo deles. 30Jeová, vosso Deus, que vai adiante de vós, ele mesmo pelejará por vós, segundo tudo o que fez por vós no Egito, diante dos vossos olhos; 31e no deserto, em que vistes como Jeová, vosso Deus, vos levou, como um homem leva a seu filho, em todo o caminho por que andastes, até chegardes a este lugar. 32Apesar disso, continuastes descrendo a Jeová, vosso Deus, 33que foi adiante de vós no caminho, para vos procurar o lugar em que devíeis acampar: de noite no fogo, para vos mostrar o caminho por onde devíeis andar, e de dia na nuvem.
O povo derrotado em Hormá
34Tendo Jeová, pois, ouvido a voz das vossas palavras, indignou-se e jurou, dizendo: 35Certamente, nenhum destes homens, esta geração perversa, verá a boa terra que prometi, com juramento, dar a vossos pais, 36exceto Calebe, filho de Jefoné. Ele a verá; e a terra que pisou, dá-la-ei a ele e a seus filhos, pois perseverou em seguir a Jeová. 37Também contra mim se irou Jeová por causa de vós, dizendo: Igualmente tu lá não entrarás. 38Josué, filho de Num, que te serve, entrará para ali; anima-o, porque ele fará que Israel a receba por herança. 39Vossos pequeninos, de quem dissestes que seriam por presa, e vossos filhos, que hoje não têm conhecimento do bem nem do mal, esses lá entrarão, e a eles darei a terra, e a possuirão. 40Porém vós voltai e parti para o deserto pelo caminho do mar Vermelho.
41Então, me respondestes: Pecamos contra Jeová; nós subiremos e pelejaremos, de acordo com tudo o que Jeová, nosso Deus, nos ordenou. Vós vos armastes, cada um dos seus instrumentos de guerra, e vos mostrastes temerários subindo ao monte. 42Disse-me Jeová: Dize-lhes: Não subais, nem pelejeis, porque não estou no meio de vós; para que não sejais feridos diante dos vossos inimigos. 43Assim vos falei, e não escutastes; antes, rebelastes contra a ordem de Jeová, fostes presunçosos e subistes ao monte. 44Os amorreus, que habitavam naquele monte, saíram ao vosso encontro e vos perseguiram, como o fazem as abelhas, derrotando-vos em Seir, até Hormá. 45Tendo voltado, chorastes diante de Jeová; porém Jeová não vos ouviu a vós, nem inclinou os ouvidos a vós. 46Assim ficastes muitos dias em Cades, segundo os dias que ali ficastes.
Loading reference in secondary version...

1917, 2010 Sociedade Bíblica do Brasil. Todos os direitos reservados.