23
— 6 —
1Quando você for jantar com alguém importante, não esqueça quem ele é. 2Se você é guloso, controle-se. 3Não tenha pressa de comer a boa comida que ele serve, pois ele pode estar querendo enganar você.
— 7 —
4Não se mate de trabalhar, tentando ficar rico, 5nem pense demais nisso. Pois o seu dinheiro pode sumir de repente, como se tivesse criado asas e voado para longe como uma águia.
— 8 —
6Não coma na casa de um homem miserável, nem tenha pressa de comer a boa comida que ele serve. 7“Coma um pouco mais”, diz ele, mas não está sendo sincero. 8O jeito dele fará com que você fique enjoado. Você vomitará o pouco que comeu, e todos os seus elogios ficarão desperdiçados.
— 9 —
9Não perca tempo falando com um tolo, porque ele desprezará a sua conversa inteligente.
— 10 —
10Não mude de lugar uma divisa antiga, nem tome posse de terras que pertencem a órfãos. 11Deus é o poderoso defensor dos órfãos e defenderá a causa deles contra você.
— 11 —
12Preste atenção no que lhe ensinam e aprenda o mais que puder.
— 12 —
13Não deixe de corrigir a criança. Umas palmadas não a matarão. 14Para dizer a verdade, poderão até livrá-la da morte.
— 13 —
15Meu filho, se você se tornar sábio, eu ficarei muito feliz. 16Eu me sentirei orgulhoso quando ouvir você falar com sabedoria.
— 14 —
17Não tenha inveja dos pecadores. Procure respeitar e obedecer a Deus todos os dias da sua vida. 18Assim, o seu futuro será brilhante, e você não perderá a esperança.
— 15 —
19Escute, meu filho. Seja sábio e pense seriamente na sua maneira de viver. 20Não ande com gente que bebe demais, nem com quem come demais. 21Porque tanto os beberrões como os comilões vivem com sono e acabam na pobreza, vestindo trapos.
— 16 —
22Escute o seu pai, pois você lhe deve a vida; e não despreze a sua mãe quando ela envelhecer. 23Compre a verdade, a sabedoria, a instrução e o bom senso, mas não venda nenhum deles. 24O pai que tem um filho correto e sábio ficará muito feliz e se orgulhará dele. 25Faça que o seu pai se alegre por causa de você; dê à sua mãe esse prazer.
— 17 —
26Meu filho, preste bem atenção no que eu digo e siga o exemplo da minha vida. 27As prostitutas e as mulheres imorais são uma armadilha perigosa e sem saída. 28Como um ladrão, elas esperam pelas suas vítimas e tornam muitos homens infiéis.
— 18 —
29Quem é que grita de dor? Para quem são as tristezas? Quem é que vive brigando e se queixando? Quem é que tem os olhos vermelhos e ferimentos que podiam ter sido evitados? 30É aquele que bebe demais e anda procurando bebidas misturadas. 31Não fique olhando para o vinho que brilha no copo, com a sua cor vermelha, e desce suavemente. 32Pois no fim ele morde como uma cobra venenosa. 33Você verá coisas esquisitas e falará tolices. 34Você se sentirá como se estivesse no meio do mar, enjoado, balançando no alto do mastro de um navio. 35Então você dirá: “Alguém deve ter batido em mim; acho que levei uma surra, mas não lembro. Por que não consigo levantar? Preciso de mais um gole.”
Loading reference in secondary version...

2000 Sociedade Bíblica do Brasil. Todos os direitos reservados.