4
1Donos de escravos, sejam justos e honestos na maneira de tratar os seus escravos. Lembrem que vocês também têm um Senhor no céu.
Conselhos
2Continuem firmes na oração, sempre alertas ao orarem e dando graças a Deus. 3Orem também por nós a fim de que Deus nos dê uma boa oportunidade para anunciar a sua mensagem, que trata do segredo de Cristo. Pois é por causa dessa mensagem que estou na cadeia. 4Portanto, orem para que eu faça com que o segredo de Cristo seja bem conhecido, como é o meu dever.
5Sejam sábios na sua maneira de agir com os que não creem e aproveitem bem o tempo que passarem com eles. 6Que as suas conversas sejam sempre agradáveis e de bom gosto, e que vocês saibam também como responder a cada pessoa!
Últimas saudações
7Tíquico, nosso querido irmão, trabalhador fiel e companheiro no serviço do Senhor, levará a vocês todas as notícias minhas. 8Eu o estou enviando para contar como todos nós vamos indo e assim animar vocês. 9Com ele vai Onésimo, o querido e fiel irmão, que é da igreja de vocês. Eles vão lhes contar tudo o que está acontecendo aqui.
10Aristarco, que está na cadeia comigo, lhes manda saudações; e também Marcos, o primo de Barnabé. Vocês já têm orientação a respeito de Marcos, para recebê-lo bem, se ele passar por aí. 11Josué, chamado “o Justo”, também manda saudações. Esses três são os únicos judeus convertidos que trabalham comigo para o Reino de Deus e eles têm me ajudado muito.
12Epafras, outro que é da igreja de vocês e é servo de Cristo Jesus, também manda saudações. Ele sempre ora com fervor por vocês. Ele pede a Deus que faça com que vocês sejam sempre firmes, espiritualmente maduros e prontos para cumprir tudo o que Deus quer. 13Eu posso afirmar que ele tem trabalhado muito em favor de vocês e pela gente de Laodiceia e de Hierápolis.
14Lucas, o nosso querido médico, e o irmão Demas mandam saudações.
15Mandamos saudações aos irmãos que moram em Laodiceia. Saudações também para Ninfa e para a igreja que se reúne na casa dela. 16Peço que, depois de lerem esta carta, vocês a mandem para Laodiceia a fim de que os irmãos de lá também a leiam. E vocês leiam a carta que vai chegar de Laodiceia. 17E digam isto a Arquipo: procure cumprir bem a tarefa que você recebeu no serviço do Senhor.
18Com a minha própria mão escrevo isto: Saudações de Paulo. Não esqueçam que estou na cadeia.
Bênção
Que a graça de Deus esteja com vocês!
Loading reference in secondary version...

2000 Sociedade Bíblica do Brasil. Todos os direitos reservados.