A Armadilha da Comparação

Dia 1 de 5 • Leitura do dia

Devocional

"Não existe vitória na comparação" 


Desde a primeira vez que reclamamos para a nossa mãe durante o jantar: "Não é justo!" quando a nossa irmã recebe um pedaço maior de doce na sobremesa, estamos constantemente olhando para a esquerda e para a direita para ver como nos comparamos com os que nos cercam. Às vezes ficamos por baixo – aquela lá é mais magra, mais engraçada ou mais inteligente. Às vezes ficamos por cima – a nossa casa é maior, mais chique, mais limpa. Mas esse jogo de comparação é um jogo sem vencedores.


Quando não nos sentimos à altura dos outros, a inveja e o ciúme criam raízes. Sua cozinha estava ótima até você ver a cozinha que sua amiga acabou de reformar.


E quando a comparação conclui a nosso favor, o orgulho e a arrogância podem nos prender numa armadilha. Ora, ela poderia emagrecer se apenas se exercitasse, assim como você. 


Mas o pior de tudo é que a comparação pode nos enganar quando ficamos felizes com a infelicidade dos outros. Você já ficou só um pouquinho feliz ao saber que uma amiga rompeu um relacionamento? Ou ver que um colega de trabalho não recebeu uma promoção? 


Simplesmente não há vencedores na comparação. Ela causa inveja, ciúme, orgulho e arrogância. Ela pode nos levar a tomar decisões financeiras imprudentes apenas para nos colocar à altura dos que estão ao nosso redor. Ela estraga as nossas amizades com fofocas e lutas. Vamos decidir hoje mesmo parar com o jogo da comparação – é um jogo que você simplesmente não tem como ganhar.  


TENTE: Perceba hoje, quantas vezes você se pega em flagrante caindo na armadilha da comparação – talvez com colegas de trabalho, no trânsito ou nas redes sociais.