Um Amor Surpreendente

Dia 6 de 7 • Leitura do dia

Devocional



Crescer, não superar


Você já parou para pensar em quanto tempo ficamos na infância em comparação com outros mamíferos? Os burros dão os primeiros passos minutos após nascerem, e as baleias azuis, que têm uma vida útil semelhante à dos humanos, que é de cerca de 80 anos, começam a procurar um parceiro após apenas um ano de vida. Você consegue imaginar o seu filho de um ano de idade examinando seu perfil do OkCupid em busca de um match? Isso parece ridículo, não é?


Talvez o nosso desenvolvimento físico prolongado reflita um princípio espiritual.


Conhecer o amor do Pai é certamente onde a nossa jornada de fé e a nossa infância espiritual começam, mas conhecer o amor do Pai também pode ser onde precisamos ficar – por muito mais tempo do que pensamos.


Um despertar para a realidade do amor do Pai se desenvolve ao longo do tempo. Como água sendo derramada nos lugares duros e rachados do nosso coração, Seu amor se infiltra e nos amolece até que sejamos moldáveis novamente. Conhecer o amor do Pai não é uma lição rápida; é uma jornada. É uma progressão em direção à maturidade que só acontece quando crescemos no nosso conhecimento da Sua Palavra ao longo do tempo. Jesus alude a isso na Sua parábola do semeador. Com o passar do tempo, as sementes plantadas, que representam a Palavra de Deus, produzem muito fruto.


Nos momentos de crise e nas lutas da vida diária, na pobreza e na abundância, na fraqueza e na força, é o amor do Pai por meio da Sua Palavra que nos sustenta. Crescemos, mas nunca superamos o amor do Pai nem ultrapassamos a nossa infância espiritual deste lado da eternidade.


Reflexão: Como um oásis no deserto, nosso coração desidratado anseia pelo amor do Pai para a sobrevivência e o crescimento. O que o impede de retornar repetidamente à Palavra de Deus para ser lembrado do amor do Pai? Existe uma circunstância, um relacionamento ou uma luta interior que você precisa apresentar ao Pai hoje?


Oração: Senhor, às vezes eu me esqueço da verdade fundamental da minha aceitação como Teu filho com base na obra de Jesus na cruz. Por favor, lembra-me disso hoje. Ajuda-me a acreditar que as Tuas intenções para comigo são boas e que os Teus caminhos estão além da minha compreensão. Dá-me uma visão de longo prazo para acreditar que Tu estás amolecendo o meu coração e me moldando para que eu me pareça mais com Jesus.