Doses De Cura Para a Depressão

Devocional

Um “cristão deprimido” deveria ser um paradoxo. Por quê? Porque na Presença de Deus há plenitude de alegria. Quem encontra e conhece o Senhor deveria viver uma vida plenamente realizada, pois o Deus de toda satisfação habita nele. 


Não estou negando com isso que a depressão possa atingir os cristãos. Alguns cristãos “ultraespirituais” podem dizer: "Se não há depressão no céu, então cristãos não podem ter depressão". Sei muito bem que isso não é verdade, porque eu mesma fiz parte desse grupo de “peixes fora d’água” por um bom tempo. Nasci para a alegria, mas vivia me debatendo com a depressão. 


Jesus disse que veio para nos dar vida e vida em abundância. Quando estamos deprimidos, já é difícil encontrar vida, que dirá de vida em abundância! Isso, entretanto, não muda o fato de que fomos feitos para uma vida plenamente realizada e satisfeita. 


Em Mateus 5:13, Jesus questiona: “Vós sois o sal da terra; ora, se o sal vier a ser insípido, como lhe restaurar o sabor?”. Ser sal da terra faz parte de sua natureza. Você foi chamado para fazer a diferença em um mundo onde há trevas, pecado e morte. Mas existe a possibilidade de sua vida estar insossa. A pergunta de Jesus deveria nos fazer refletir: Se nós, que fomos salvos para uma vida em abundância, não estamos vivendo a plenitude que o Senhor planejou que tivéssemos, então, quem será capaz de vivê-la? 


Jesus continua, dizendo: “Para nada mais presta senão para, lançado fora, ser pisado pelos homens.”. É exatamente assim que se sente aquele que foi criado para uma vida abundante, mas que não consegue viver à sua altura: inútil, vazio, imprestável, inadequado, enfim, sem valor!  


Em 1 João 3:9 está escrito que todo aquele que é nascido de Deus recebe uma “divina semente”. Segundo o Dicionário Vine, a semente corresponde ao “princípio de vida espiritual concedido ao crente que permanece nEle sem possibilidade de remoção ou extinção”. A depressão é uma intrusa, porque o que habita em você é o princípio de vida do próprio Deus! 


Se Deus quisesse que você convivesse com a depressão, não teria soprado Sua vida em suas narinas, não teria elaborado um plano para Sua vida e nem resgatado sua alma das garras de Satanás. A depressão descaracteriza a vida que Jesus morreu para que você tivesse. Por isso, não se conforme com ela! 




Todos os direitos reservados. É proibida a cópia ou reprodução do texto deste devocional sem a expressa autorização da autora.