A Pandemia da Alma

Dia 1 de 7 • Leitura do dia

Devocional




TENHA UMA MENTE RENOVADA


Você sabia que o maior campo de batalha é a nossa própria mente. Há uma batalha travada em nossos pensamentos. Estudos dizem que durante o dia, temos até vinte seis mil pensamentos e a maioria deles são negativos.


Com a pandemia da Covid-19, nos obrigamos a viver um difícil confinamento e a retomada das atividades, do normal da vida, enfrentaremos um efeito ainda pior. Essa situação ligou o confinamento físico ao confinamento mental. Sentimos que o nível de estresse está se propagando, aumentando mais a cada dia no mundo inteiro. Pesquisas revelam que mais de 70% das pessoas têm medo de pegar o vírus e estão em constante estado de agonia e medo.


A pandemia trouxe com ela um aumento de 23% no abuso de álcool e drogas. O divórcio aumentou muito. Além disso, milhões de pessoas sofrem com preocupações financeiras, desemprego, dívidas, dúvidas, depressão, raiva ou culpa. Talvez essa tenha sido a sua realidade, caso a resposta seja positiva você pode pedir socorro por aqui.


Superar pensamentos negativos trará a você liberdade e paz. Descubra como reconhecer padrões de pensamentos prejudiciais e ponha um fim a essa influência do mal em sua vida.


“Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”. Romanos 12:2


Por mais de cento e quarenta vezes a bíblia menciona a palavra “pensamento ou mente”, referindo-se à dimensão emocional do ser humano. 


Você está em uma batalha contra os seus pensamentos negativos? Eu creio que através do ensino desta semana e a oração da fé, você poderá ser transformado(a) a fim de experimentar uma completa renovação da sua mente. 


Obs.: Estes textos foram extraídos de Um Milagre Cada Dia , um e-mail personalizado que escrevo e envio diariamente para milhares de pessoas. Se quiser receber todos os dias essa mensagem no seu e-mail, basta clicar aqui e se inscrever.  




Muito obrigado por existir,


Elias dos Reis Silva.