As 5 linguagens do amor

Dia 7 de 7 • Leitura do dia

Devocional

Descubra sua linguagem do amor


Qual é a sua linguagem do amor primária? O que faz você se sentir mais amado por seu cônjuge? Se a resposta a essas perguntas não surgirem de imediato em sua mente, talvez seja útil refletir sobre as seguintes questões:


1. O que seu cônjuge faz ou deixa de fazer que mais o magoa? O oposto disso provavelmente representa a sua linguagem do amor. 


2. O que você pede a seu cônjuge com mais frequência? A resposta é provavelmente aquilo que faz você se sentir mais amado.


3. Como você expressa amor regularmente a seu cônjuge? Seu método pode ser uma indicação de que aquilo também faz você se sentir amado.


Cada um de nós chega ao casamento com personalidades e históricos diferentes. Chegamos com expectativas diferentes, formas diferentes de encarar as coisas, e opiniões distintas sobre o que é importante na vida. Num casamento saudável, essa variedade de perspectivas deve ser tratada. Não precisamos concordar em tudo, mas, sim, encontrar uma maneira de lidar com nossas diferenças de modo que elas não provoquem divisão.


Meu desejo é que as cinco linguagens do amor ajudem a reacender as chamas do amor em seu casamento. Sonho com o dia em que o potencial dos casais de todo o mundo seja desencadeado para o bem da humanidade, em que maridos e esposas vivam com tanques emocionais de amor completamente cheios e saiam para alcançar seu potencial como indivíduos e como casais.


Adaptado de Gary Chapman, As 5 linguagens do amor, 3a edição (Mundo Cristão, 2013). Disponível em: https://www.mundocristao.com.br/as-cinco-linguagens-do-amor-3edicao/p.