Furacão

Devocional

Furacão


Ano passado estávamos nos preparando para a chegada do grande furacão Irma na Flórida. Tudo estava um caos: mercados com prateleiras vazias, postos de gasolina com filas enormes, e sem contar a quantidade de notícias repletas de fotos e cenas tristes da trajetória do furacão. Todos estavam se preparando, comprando comida enlatada, estocando água e colocando gasolina.


Os dias anteriores foram tensos, não sabíamos como seria. Eu, por exemplo, nunca tinha passado por um furacão. E se ele fosse categoria 4 mesmo como estavam falando? Será que ele poderia perder a força? Era péssimo estar prestes a viver algo do qual eu não tinha nenhum controle sobre as consequências. Enquanto esperávamos o furacão chegar, não tínhamos percebido que ela já estava conosco havia tempo: a ansiedade.


A ansiedade de passar, ver o furacão perder força, saber se ficaria tudo bem. Meu celular era só para pesquisas sobre o furacão, toda a minha casa mudou de configuração, o assunto em todos os lugares, a primeira coisa que eu pensava quando acordava. Podia não acontecer nada, mas também podia acontecer. E agora? 


Essa é a primeira pergunta que vem a nossa mente quando estamos prestes a viver uma dificuldade ou uma mudança. Como será que vai acontecer? E precisamos tomar cuidado, porque quando essas perguntas começam a tirar a nossa paz, abrimos a porta para a ansiedade. Ela vem literalmente como um furacão: tirando tudo do lugar e pode trazer destruição.