4
1Portanto, meus amados e saudosos irmãos, minha alegria e coroa, estai assim firmes no Senhor, caríssimos.
Evódia e Síntique. Regozijai-vos e orai
2Rogo a Evódia e rogo a Síntique que sintam o mesmo no Senhor. 3A ti, fiel companheiro, também suplico que as ajudes, porque trabalharam comigo no evangelho e em companhia de Clemente com os outros meus cooperadores, cujos nomes estão no livro da vida.
4Regozijai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: regozijai-vos. 5A vossa mansidão seja conhecida de todos os homens. O Senhor está perto. 6Não andeis cuidadosos de coisa alguma; antes, em tudo sejam conhecidos os vossos pedidos diante de Deus, pela oração e pela súplica, com ações de graças. 7A paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus.
No que devemos pensar
8Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é venerável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude e se há algum louvor, seja isso o que ocupe os vossos pensamentos. 9O que também aprendestes, recebestes e ouvistes de mim e em mim vistes, isso praticai; e o Deus de paz será convosco.
Paulo agradece aos filipenses os benefícios
10Muito me alegro no Senhor de que já, por fim, tenhais renovado o vosso cuidado para comigo, o qual sempre tínheis, mas vos faltava oportunidade. 11Não digo isso por causa da necessidade, pois eu, da minha parte tenho aprendido a contentar-me com as circunstâncias em que me acho. 12Sei ainda viver na penúria e sei também viver na abundância; em tudo e em todas as coisas, sei o que é ter fartura e ter fome, ter abundância e padecer necessidade. 13Tudo posso naquele que me fortalece. 14Entretanto, fizestes bem em tomar parte na minha tribulação. 15Também vós sabeis, filipenses, que, no princípio da minha pregação do evangelho, quando parti da Macedônia, nenhuma igreja comunicou comigo na relação de dar e receber, senão vós somente; 16porque, estando eu ainda em Tessalônica, mandastes não uma vez, mas duas, a acudir às minhas necessidades. 17Não é porque procure eu dádivas, mas procuro o fruto que cresça para a vossa conta. 18Porém tenho todo o necessário, em tudo tenho abundância; estou cheio, tendo recebido de Epafrodito o que me mandastes, com um cheiro suave, como um sacrifício aceitável e aprazível a Deus. 19Meu Deus suprirá todas as vossas necessidades conforme as suas riquezas na glória em Cristo Jesus. 20Ora, a nosso Deus e Pai seja dada glória pelos séculos dos séculos. Amém.
Saudações
21Saudai a cada um dos santos em Cristo Jesus. Os irmãos que estão comigo vos saúdam. 22Todos os santos vos saúdam, especialmente os da casa de César.
A bênção
23A graça do Senhor Jesus Cristo seja com o vosso espírito.
Loading reference in secondary version...

1917, 2010 Sociedade Bíblica do Brasil. Todos os direitos reservados.