5
1Tornai-vos, portanto, imitadores de Deus, como filhos amados; 2e andai em amor, assim como Cristo também vos amou e se entregou a si mesmo por nós, como oferta e sacrifício a Deus, em odor de suavidade.
3Mas fornicação e toda impureza ou avareza nem se nomeiem entre vós, como convém a santos, nem baixeza, 4nem conversa tola, ou chocarrices, que são inconvenientes; antes, pelo contrário, ações de graças. 5Pois isto sabeis, com certeza: que nenhum fornicário, nem impuro, nem avarento, o qual é idólatra, tem herança no reino de Cristo e Deus. 6Ninguém vos engane com palavras vãs; pois, por essas coisas, vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência. 7Portanto, não vos torneis participantes com eles. 8Pois, outrora, éreis trevas, mas, agora, sois luz no Senhor; andai como filhos da luz 9(porque o fruto da luz consiste em toda bondade, e justiça, e verdade,) 10provando o que é aceitável ao Senhor, 11e não tenhais sociedade com as obras infrutíferas das trevas, mas antes reprovai-as. 12Pois as coisas feitas por eles em secreto é vergonha até o dizê-las; 13mas todas as coisas, quando são reprovadas, se descobrem pela luz; pois tudo o que se manifesta é luz. 14Por isso, diz:
Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos e Cristo te alumiará.
15Olhai, portanto, cuidadosamente como andais, não como insipientes, mas como sábios, 16remindo o tempo, porque os dias são maus. 17Por essa razão, não vos torneis insensatos, mas entendei qual é a vontade do Senhor. 18Não vos embriagueis com vinho, no qual está a devassidão, mas enchei-vos do Espírito, 19falando uns aos outros em salmos, e hinos, e cânticos espirituais, cantando e louvando ao Senhor em vosso coração, 20sempre dando graças por tudo ao Deus e Pai em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, 21sujeitando-vos uns aos outros no temor de Cristo.
Os deveres recíprocos de mulheres e maridos
22As mulheres sejam sujeitas a seus maridos, como ao Senhor; 23porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da Igreja, sendo ele o salvador do corpo. 24Mas, como a Igreja é sujeita a Cristo, assim também as mulheres o sejam a seus maridos em tudo. 25Maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja e por ela se entregou a si mesmo, 26para que a santificasse, tendo-a purificado pela lavagem de água com a palavra, 27a fim de que ele a apresentasse a si mesmo Igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem qualquer coisa semelhante, mas que fosse santa e sem defeito. 28Assim também devem os maridos amar a suas mulheres como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher ama-se a si mesmo; 29pois ninguém jamais aborreceu a sua própria carne, mas a nutre e dela cuida, como também Cristo o faz à Igreja; 30porque somos membros do seu corpo. 31Por essa razão, o homem deixará a seu pai e a sua mãe e unir-se-á a sua mulher, e serão os dois uma só carne. 32Esse mistério é grande, mas eu falo em referência a Cristo e à Igreja. 33Não obstante, também vós, cada um de per si, assim ame a sua mulher como a si mesmo, e a mulher tema a seu marido.
Loading reference in secondary version...

1917, 2010 Sociedade Bíblica do Brasil. Todos os direitos reservados.