4
Moisés exorta o povo à obediência
1Agora, ó Israel, ouve os estatutos e os juízos que eu vos ensino, para os cumprirdes, a fim de que vivais, e entreis, e possuais a terra que Jeová, Deus de vossos pais, vos está dando. 2Não acrescentareis à palavra que eu vos mando, nem dela diminuireis, para que guardeis os mandamentos de Jeová, vosso Deus, que eu vos mando. 3Os vossos olhos viram o que Jeová fez em Baal-Peor; porque, no tocante a todos os homens que seguiram a Baal-Peor, os exterminou Jeová, vosso Deus, do meio de ti. 4Mas vós que vos unistes a Jeová, vosso Deus, todos estais vivos hoje. 5Eis que vos ensinei estatutos e juízos, assim como Jeová, meu Deus, me ordenou, para que assim os observeis no meio da terra na qual estais entrando para a possuirdes. 6Observai-os e cumpri-os, porque isso é a vossa sabedoria e o vosso entendimento, à vista dos povos que, ouvindo todos esses estatutos, dirão: Certamente, esta grande nação é povo sábio e entendido! 7Pois que grande nação há que tenha deuses tão perto de si, como o é Jeová, nosso Deus, todas as vezes que o invocamos? 8Que grande nação há que tenha estatutos e juízos tão justos, como toda esta lei que hoje vos proponho?
9Tão somente guarda-te a ti mesmo, e guarda bem a tua alma, e não te esqueças das coisas que os teus olhos viram. Elas se não apaguem do teu coração todos os dias da tua vida, porém fá-las saber aos teus filhos e aos filhos de teus filhos. 10Não te esqueças do dia em que estiveste perante Jeová, teu Deus, em Horebe, quando Jeová me disse: Ajunta-me o povo, e fá-los-ei ouvir as minhas palavras, para que aprenda a temer-me todos os dias que viver na terra e para que ensine a seus filhos. 11Então, vós chegastes e estivestes ao pé do monte; o monte ardia em fogo até o meio do céu, e havia trevas, nuvem e escuridão. 12Jeová vos falou do meio do fogo; vós ouvistes o som de palavras, porém não vistes forma alguma; tão somente houve uma voz. 13Ele declarou-vos a sua aliança, que vos ordenou que guardásseis, isto é, os dez mandamentos; e os escreveu em duas tábuas de pedra. 14A mim me ordenou Jeová, nesse tempo, que eu vos ensinasse os estatutos e os juízos, para que os cumprísseis na terra à qual estais passando para a possuirdes.
15Guardai-vos a vós mesmos cuidadosamente. Não vistes forma alguma no dia em que Jeová vos falou, em Horebe, do meio do fogo, 16para que não vos corrompais e vos façais alguma imagem esculpida na forma de uma estátua, semelhança de homem ou de mulher, 17semelhança de qualquer animal que há sobre a terra, semelhança de qualquer ave que voa no céu, 18semelhança de qualquer réptil que se arrasta sobre a terra, semelhança de qualquer peixe que há nas águas debaixo da terra. 19Guarda-te, não levantes os olhos para o céu e, vendo o sol, a lua e as estrelas, a saber, todo o exército do céu, não sejas seduzido, não os adores e não lhes dês culto, as quais coisas Jeová, teu Deus, criou para todos os povos debaixo de todo o céu. 20Porém Jeová vos tomou e vos tirou da fornalha de ferro do Egito, para ter um povo que fosse a sua herança, como hoje se vê. 21Jeová irou-se contra mim por vossa causa e jurou que eu não passaria o Jordão e não entraria na boa terra que Jeová, teu Deus, te está dando por herança; 22mas eu tenho de morrer nesta terra, não posso passar o Jordão. Porém vós passareis e possuireis essa boa terra. 23Guardai-vos a vós mesmos, não vos esqueçais da aliança de Jeová, vosso Deus, que fez convosco e não vos façais alguma imagem esculpida na forma de alguma coisa que Jeová, teu Deus, te proibiu. 24Pois Jeová, teu Deus, é um fogo consumidor, um Deus zeloso.
25Se gerardes filhos e filhos de filhos, e vos envelhecerdes na terra, e vos corromperdes, e fizerdes alguma imagem esculpida na forma de alguma coisa, e praticardes o que é mau aos olhos de Jeová, vosso Deus, para o provocardes à ira, 26chamo, hoje, por testemunha contra vós, o céu e a terra, que bem cedo perecereis inteiramente da terra à qual estais passando o Jordão para a possuirdes. Não prolongareis os vossos dias nela, mas sereis por completo exterminados. 27Jeová vos espalhará entre os povos, e sereis deixados poucos em número entre as nações a que Jeová vos conduzirá. 28Lá servireis a deuses, obra de mãos de homens, madeira e pedra, que não veem, nem ouvem, nem comem, nem cheiram. 29Mas de lá buscarás a Jeová, teu Deus, e o acharás, contanto que o procures de todo o teu coração e de toda a tua alma. 30Quando estiveres em tribulação, e todas estas coisas te sobrevierem, então, nos últimos dias, te tornarás a Jeová, teu Deus, e ouvirás a sua voz. 31Porque Jeová, teu Deus, é um Deus misericordioso, não te deixará sucumbir, nem te destruirá, nem se esquecerá da aliança que jurou a teus pais.
32Agora, pergunta aos tempos passados que te precederam, desde o dia em que Deus criou o homem sobre a terra e desde uma extremidade do céu até a outra, se aconteceu jamais coisa semelhante a esta grande coisa ou se jamais se ouviu coisa semelhante? 33Ouviu, porventura, um povo a voz de um deus falar do meio do fogo, como tu a ouviste, e ficou vivo? 34Tem algum deus tentado ir e tomar para si uma nação do meio de outra nação, por meio de provas, e de milagres, e de portentos, e de guerra, e de mão poderosa, e de braço estendido, e de grandes espantos, segundo tudo o que fez por vós Jeová, vosso Deus, no Egito, diante dos vossos olhos? 35A ti te foi mostrado, de maneira que soubesses que Jeová é Deus e que não há outro senão ele. 36Do céu te fez ouvir a sua voz, para te instruir, e sobre a terra te fez ver o seu grande fogo; ouviste as suas palavras do meio do fogo. 37Porque amou a teus pais, e escolheu a sua semente depois deles, e te tirou do Egito com a sua presença e com o seu grande poder, 38para desapossar de diante de ti nações maiores e mais fortes do que tu, para te introduzir e para te dar a sua terra por herança, como hoje se vê. 39Sabe, pois, hoje, e considera que Jeová é Deus em cima no céu e embaixo sobre a terra; não há nenhum outro. 40Guarda os seus estatutos e os seus juízos que eu hoje vos mando, para que te vá bem a ti, e a teus filhos depois de ti e para que prolongues os teus dias sobre a terra que Jeová, teu Deus, te está dando, para todo o sempre.
Moisés designa três das cidades de refúgio
41Então, destinou Moisés três cidades além do Jordão para o nascente do sol, 42a fim de que ali se refugiasse o homicida que matasse sem intenção ao seu próximo, a quem dantes não tinha odiado; e para que, refugiando-se numa dessas cidades, vivesse: 43a Bezer, no deserto, no planalto, para os rubenitas; a Ramote, em Gileade, para os gaditas; e a Golã, em Basã, para os manassitas.
44Esta é a lei que Moisés propôs aos filhos de Israel. 45Estes são os testemunhos, e os estatutos, e os juízos que Moisés falou aos filhos de Israel, quando saíram do Egito, 46além do Jordão, no vale defronte de Bete-Peor, na terra de Seom, rei dos amorreus, que habitava em Hesbom, a quem Moisés e os filhos de Israel derrotaram, quando saíram do Egito, 47e tomaram a terra dele em possessão, como também a terra de Ogue, rei de Basã, sendo estes os dois reis que estavam além do Jordão para o nascente do sol; 48desde Aroer, que está à beira do vale da torrente de Arnom, até o monte Sião (este é Hermom), 49e toda a Arabá, além do Jordão, para o oriente, até o mar da Arabá, pelas faldas de Pisga.
Loading reference in secondary version...

1917, 2010 Sociedade Bíblica do Brasil. Todos os direitos reservados.