3
A cura de um coxo
1Pedro e João subiam ao templo para a oração da hora nona. 2Era levado um homem, coxo de nascença, o qual punham cada dia à porta do templo, chamada Formosa, para pedir esmola aos que entravam. 3Este, vendo a Pedro e a João, que iam entrar no templo, implorava-lhes que lhe dessem uma esmola. 4Pedro, fitando os olhos nele, juntamente com João, disse: Olha para nós. 5Ele, esperando receber deles alguma coisa, olhava-os com atenção. 6Mas Pedro disse: Não tenho prata nem ouro, mas o que tenho, isso te dou; em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, anda. 7Tomando-o pela mão direita, o levantou; logo os seus pés e artelhos se firmaram, 8e, dando um salto, pôs-se em pé e começou a andar; e entrou com eles no templo, andando, saltando e louvando a Deus. 9Todo o povo, vendo-o andar e louvar a Deus 10e reconhecendo ser este o homem que se assentava a esmolar à Porta Formosa do templo, ficaram cheios de admiração e pasmo pelo que lhe acontecera.
O discurso de Pedro no templo
11Segurando-se ele a Pedro e a João, todo o povo, atônito, acorreu para eles no pórtico chamado de Salomão. 12Pedro, vendo isso, disse ao povo: Israelitas, por que vos maravilhais deste homem ou por que fitais os olhos em nós, como se por nosso poder ou piedade o tivéssemos feito andar? 13O Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, o Deus de nossos pais, glorificou a seu Servo Jesus, a quem vós entregastes e negastes perante Pilatos, quando este havia resolvido soltá-lo; 14mas vós negastes o Santo e Justo, e pedistes que se vos desse um homicida, 15e matastes o Autor da vida, a quem Deus ressuscitou dentre os mortos, do que nós somos testemunhas. 16Pela fé em seu nome, fortaleceu o seu nome a este homem, a quem vedes e conheceis; sim, a fé, que vem por meio de Jesus, deu a este saúde perfeita na presença de todos vós. 17Agora, irmãos, eu sei que o fizestes por ignorância, como também as vossas autoridades; 18mas Deus assim cumpriu o que já dantes anunciara, por boca de todos os profetas, que o seu Cristo havia de padecer. 19Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para serem apagados os vossos pecados, de sorte que da presença do Senhor venham tempos de refrigério 20e que envie aquele que já vos foi indicado, Jesus, o Cristo, 21ao qual é necessário que o céu receba até os tempos da restauração de todas as coisas, de que Deus falou por boca dos seus santos profetas de outrora. 22Moisés, na verdade, disse: O Senhor Deus vos suscitará dentre vossos irmãos um profeta semelhante a mim; a ele ouvireis em tudo quanto vos disser. 23Acontecerá que toda alma que não ouvir a esse profeta será exterminada do meio do povo. 24Igualmente, todos os profetas desde Samuel e os que sucederam, quantos falaram, anunciaram também estes dias. 25Vós sois os filhos dos profetas e da aliança que Deus estabeleceu com vossos pais, dizendo a Abraão: Na tua descendência, serão abençoadas todas as famílias da terra. 26Deus suscitou ao seu Servo e a vós primeiramente vo-lo enviou para vos abençoar, apartando a cada um de vós das suas iniquidades.
Loading reference in secondary version...

1917, 2010 Sociedade Bíblica do Brasil. Todos os direitos reservados.