1
Prefácio e saudação
1¶ Paulo, apóstolo #1Co 1.1Ef 1.1Cl 1.1de Jesus Cristo pela vontade de Deus, e o irmão Timóteo, à igreja de Deus que está em Corinto, com todos os santos que estão em toda a Acaia: 2graça a vós e paz, #Rm 1.7Gl 1.3Fp 1.2da parte de Deus, nosso Pai, e da do Senhor Jesus Cristo.
Ação de graças de Paulo pelas consolações que Deus lhe concedeu
3¶ Bendito seja o #Ef 1.31Pe 1.3Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda consolação, 4que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, com a consolação com que nós mesmos somos consolados de Deus. 5Porque, como as aflições de Cristo #At 9.42Co 4.10Cl 1.24são abundantes em nós, assim também a nossa consolação sobeja por meio de Cristo. 6Mas, se somos atribulados, é para vossa consolação e salvação; ou, se somos consolados, para vossa consolação é, a qual se opera, suportando com #2Co 4.15paciência as mesmas aflições que nós também padecemos. 7E a nossa esperança acerca de vós é firme, sabendo que, como sois participantes #Rm 8.172Tm 2.12das aflições, assim o sereis também da consolação. 8Porque não queremos, irmãos, #At 19.231Co 15.32que ignoreis a tribulação que nos sobreveio na Ásia, pois que fomos sobremaneira agravados mais do que podíamos suportar, de modo tal que até da vida desesperamos. 9Mas já em nós mesmos tínhamos a sentença de morte, para que não confiássemos em nós, #Jr 17.57mas em Deus, que ressuscita os mortos; 10o qual nos livrou #1Pe 2.9de tão grande morte e livrará; em quem esperamos que também nos livrará ainda, 11ajudando-nos também vós, com orações #Rm 15.30Fp 1.192Co 4.15por nós, para que, pela mercê que por muitas pessoas nos foi feita, por muitas também sejam dadas graças a nosso respeito.
Por que demorou Paulo a sua ida
12¶ Porque a nossa glória é esta: o testemunho da nossa consciência, de que, com simplicidade e sinceridade #2Co 2.171Co 2.413de Deus, não com sabedoria carnal, mas na graça de Deus, temos vivido no mundo e maiormente convosco. 13Porque nenhumas outras coisas vos escrevemos, senão as que sabeis ou também reconheceis; e espero que também até ao fim as reconhecereis, 14como também em parte reconhecestes em nós, #Fp 2.161Ts 2.19-20que somos a vossa glória, como também vós sereis a nossa no Dia do Senhor Jesus.
15¶ E, com essa confiança, #1Co 4.19Rm 1.11quis primeiro ir ter convosco, para que tivésseis uma segunda graça; 16e por vós passar à Macedônia, e #1Co 16.5-6da Macedônia ir outra vez ter convosco, e ser guiado por vós à Judeia. 17E, deliberando isso, usei, porventura, de leviandade? Ou o que delibero, o delibero segundo a carne, #2Co 10.2para que haja em mim sim, sim e não, não? 18Antes, como Deus é fiel, a nossa palavra para convosco não foi sim e não. 19Porque o Filho #Mc 1.1Lc 1.35At 9.20de Deus, Jesus Cristo, que entre vós foi pregado por nós, isto é, por mim, e Silvano, e Timóteo, não foi sim e não; #Hb 13.8mas nele houve sim. 20Porque todas quantas promessas há #Rm 15.8-9de Deus são nele sim; e por ele o Amém, para glória de Deus, por nós. 21Mas o que nos confirma convosco em Cristo e o que nos ungiu é #1Jo 2.2027Deus, 22o qual também nos selou #Ef 1.32Tm 2.19e deu o penhor do Espírito em nossos corações.
23¶ Invoco, porém, a Deus #Gl 1.20Fp 1.81Co 4.21por testemunha sobre a minha alma, que, para vos poupar, não tenho até agora ido a Corinto; 24não que tenhamos domínio sobre a vossa fé, #1Pe 5.3Rm 11.20mas porque somos cooperadores de vosso gozo; porque pela fé estais em pé.
Loading reference in secondary version...

1995, 2009 Sociedade Bíblica do Brasil. Todos os direitos reservados.