3
O castigo e a salvação de Jerusalém
1Ai de Jerusalém, cidade rebelde e cheia de corrupção, que persegue os seus moradores! 2Jerusalém não escuta o que o Senhor Deus diz, nem quer que ele a corrija. Não confia no seu Deus, nem procura a sua ajuda. 3As suas autoridades são como leões que rugem, e os juízes são como lobos ferozes que devoram tudo de uma vez, sem deixar nada para o dia seguinte. 4Os profetas são orgulhosos e enganadores. Os sacerdotes profanam o santuário e desobedecem à lei de Deus. 5Mas o Senhor ainda está na cidade e sempre faz o que é certo e nunca o que é errado. Todas as manhãs, sem falta, ele manda fazer o que é direito; mas os que são maus continuam na mesma e não se sentem envergonhados.
6O Senhor Deus diz:
— Eu destruí nações, arrasei cidades e deixei em ruínas as torres de vigia e as ruas. As cidades estão desertas; não há mais ninguém morando nelas. 7Pensei assim: “Agora, o meu povo vai me temer. Eles deixarão que eu os corrija e não esquecerão as muitas vezes em que eu os castiguei.” Mas eles se esforçaram ainda mais para fazer tudo o que é mau.
8Portanto, o Senhor Deus diz:
— Esperem o dia em que vou me levantar e acusar as nações. Decidi reunir todas as nações, todos os reinos, a fim de castigá-los. Eles sentirão a minha ira, pois derramarei o meu furor sobre eles, e o mundo inteiro será destruído pelo fogo da minha ira.
9— Então farei com que os povos parem de adorar ídolos e adorem somente a mim, o Senhor, e farei também com que todos me obedeçam com a mesma dedicação. 10E o meu povo que está espalhado pelas nações virá me oferecer sacrifícios; eles virão até dos lugares mais distantes da Etiópia. 11Naquele tempo, vocês, o meu povo, não vão sentir mais vergonha por causa das vezes que se revoltaram contra mim. Pois eu farei desaparecer do meio de vocês todos os orgulhosos e vaidosos. Nunca mais vocês vão se sentir orgulhosos no meu monte santo. 12Deixarei em Jerusalém um povo humilde e ajuizado, que confia em mim. 13Os que sobrarem do povo de Israel nunca mais farão maldades, não mentirão, nem procurarão enganar ninguém. Terão comida à vontade, estarão seguros e não ficarão com medo de ninguém.
Hino de louvor
14Povo de Israel, cante louvores a Deus!
Alegrem-se, moradores de Jerusalém,
e louvem a Deus com todo o coração!
15O Senhor Deus anulou a sentença que havia contra vocês
e afastou todos os inimigos do seu povo.
O Senhor, o Rei de Israel, está com vocês,
e vocês não precisam mais ter medo da desgraça.
16Chegará o dia em que dirão a Jerusalém:
“Não tenha medo, povo de Sião,
não desanime, nem perca a coragem.
17Pois o Senhor, seu Deus, está com vocês;
ele é poderoso e os salvará.
Deus ficará contente com vocês
e por causa do seu amor lhes dará nova vida.
Ele cantará e se alegrará,
18como se faz num dia de festa.”
O Senhor Deus diz:
“Eu afastarei a ameaça que está sobre vocês
e os livrarei da desgraça.
19Quando chegar aquele dia,
castigarei aqueles que os perseguem.
Salvarei os aleijados
e trarei de volta os que foram espalhados.
Vocês foram envergonhados em toda parte,
mas depois terão louvor e glória.
20Quando chegar aquele dia,
eu os ajuntarei e os trarei de volta para o seu país.
Farei com que prosperem de novo;
vocês serão famosos no mundo inteiro,
e todos os povos os respeitarão.”
Eu, o Senhor, falei.
Loading reference in secondary version...

2000 Sociedade Bíblica do Brasil. Todos os direitos reservados.