1
O valor dos provérbios
1Provérbios de Salomão, filho de Davi e rei de Israel.
2Estes provérbios nos ajudam a dar valor à sabedoria e aos bons conselhos e a entender os pensamentos mais profundos. 3Eles nos ensinam a vivermos de maneira inteligente e a sermos corretos, justos e honestos. 4Podem também tornar sábia uma pessoa sem experiência e ensinar os moços a serem ajuizados. 5Estes provérbios aumentam a sabedoria dos sábios e orientam os instruídos, 6fazendo que entendam o significado escondido dos provérbios e dos ditados e compreendam os mistérios que os estudiosos procuram explicar.
7Para ser sábio, é preciso primeiro temer a Deus, o Senhor. Os tolos desprezam a sabedoria e não querem aprender.
Conselhos para os moços
8Meu filho, escute o que o seu pai ensina e preste atenção no que a sua mãe diz. 9Os ensinamentos deles vão aperfeiçoar o seu caráter, assim como um belo turbante ou um colar melhoram a sua aparência.
10Filho, se homens perversos quiserem tentar você, não deixe. 11Eles poderão dizer: “Venha, vamos matar alguém! Vamos nos divertir atacando pessoas inocentes! 12Estarão vivas e com saúde quando as encontrarmos, mas nós acabaremos com elas. 13Acharemos todo tipo de riquezas e encheremos as nossas casas com as coisas roubadas. 14Venha com a gente, que nós repartiremos o que roubarmos!”
15Filho, não ande com gente dessa laia. Fique longe deles. 16Eles têm pressa de fazer o mal e estão sempre prontos para matar. 17Não adianta armar uma arapuca enquanto o passarinho estiver olhando. 18No entanto esses homens estão preparando uma armadilha onde eles mesmos morrerão. 19O que acontece com quem fica rico por meio da violência é isto: acaba sendo morto.
O aviso da Sabedoria
20Escutem! A Sabedoria está gritando nas ruas e nas praças. 21Nos portões das cidades e em todos os lugares onde o povo se reúne, ela está gritando alto, assim:
22— Gente louca! Até quando vocês continuarão nesta loucura? Até quando terão prazer em zombar da sabedoria? Será que nunca aprenderão? 23Escutem quando eu os corrijo. Eu darei bons conselhos e repartirei a minha sabedoria com vocês. 24Eu chamei e convidei, mas vocês não me ouviram e não me deram atenção. 25Vocês rejeitaram todos os meus conselhos e não quiseram que eu os corrigisse. 26Assim, quando estiverem em dificuldades, eu rirei; e, quando o terror chegar, eu caçoarei de vocês. 27Zombarei de vocês quando o terror vier como uma tempestade, trazendo fortes ventos de dificuldades. Eu rirei quando estiverem passando por sofrimentos e aflições. 28Então vocês me chamarão, mas eu, a Sabedoria, não responderei. Vão procurar por toda parte, porém não me encontrarão. 29Vocês não quiseram a sabedoria e sempre se recusaram a temer a Deus, o Senhor. 30Não aceitaram os meus conselhos, nem prestaram atenção quando os corrigi. 31Portanto, receberão o que merecem e ficarão aborrecidos com as coisas que fizeram. 32Os tolos morrem porque rejeitam a sabedoria; os que não têm juízo são destruídos por estarem satisfeitos consigo mesmos. 33Mas quem me ouvir terá segurança, viverá tranquilo e não terá motivo para ter medo de nada.
Loading reference in secondary version...

2000 Sociedade Bíblica do Brasil. Todos os direitos reservados.