1
1Esta é a mensagem que o Senhor Deus deu a Obadias a respeito do país de Edom.
Deus castigará Edom
O Senhor mandou um mensageiro a todas as nações,
e nós ouvimos a sua mensagem:
“Preparem-se! Vamos lutar contra Edom!”
2O Senhor diz a Edom:
“Eu vou fazer de você uma nação fraca,
e ninguém o respeitará.
3O seu orgulho o enganou.
Você vive nas cavernas das rochas,
lá no alto das montanhas,
e por isso pensa assim:
‘Ninguém é capaz de me derrubar daqui.’
4Ainda que você voe tão alto como a águia
e faça o seu ninho entre as estrelas,
eu o derrubarei dali.
5“Quando ladrões chegam de noite,
levam apenas o que lhes interessa.
Quando alguém colhe uvas,
sempre deixa algumas nas parreiras.
Mas os seus inimigos destruíram você completamente!
6Povo de Edom, todos os seus bens foram roubados;
levaram embora todos os seus tesouros.
7Os seus aliados o traíram
e o expulsaram do seu próprio país.
Povos com quem você tinha acordos de paz conquistaram a sua terra.
Os seus amigos mais chegados fizeram planos contra você.
Eles dizem: ‘Os edomitas são uns tolos!’ ”
8O Senhor Deus diz:
“No dia em que eu castigar Edom,
acabarei com todos os seus sábios;
não ficará uma só pessoa inteligente no país.
9Os soldados de Temã tremerão de medo;
todos os guerreiros de Edom serão mortos.”
A culpa de Edom
10O Senhor diz ao povo de Edom:
“Vocês maltrataram e mataram os seus irmãos,
os descendentes de Jacó.
Por isso, vocês serão destruídos,
e a desgraça os acompanhará para sempre.
11Quando o inimigo derrubou os portões de Jerusalém,
entrou na cidade e tirou todas as coisas de valor,
vocês não se importaram com isso.
Quando aqueles estrangeiros tiraram a sorte
para ver quem ficava com as riquezas,
vocês fizeram a mesma coisa.
12“Mas vocês não deviam ter ficado alegres
com a desgraça dos seus irmãos de Judá;
não deviam ter olhado com prazer
quando eles foram destruídos;
não deviam ter zombado deles
quando eles estavam aflitos.
13Quando o meu povo foi derrotado,
vocês não deviam ter entrado em Jerusalém,
nem deviam ter ficado alegres com a desgraça deles.
Quando eles sofreram a derrota,
vocês não deviam ter roubado os seus bens;
14não deviam ter esperado nas encruzilhadas
para matar os que procuravam fugir,
nem deviam ter entregado ao inimigo os que escaparam com vida.”
A condenação das nações
15O Senhor Deus diz:
“Está chegando o dia em que eu vou julgar todas as nações.
Aí vocês, edomitas, pagarão pelas suas maldades;
aquilo que vocês fizeram com outros
será feito com vocês.
16O meu povo já foi duramente castigado no meu monte santo.
Todas as nações vizinhas sofrerão um castigo ainda mais duro;
serão castigadas e desaparecerão.”
A vitória de Israel
17O Senhor diz:
“Mas no monte Sião, o lugar santo, alguns conseguirão escapar.
O povo de Israel possuirá de novo a terra que eu lhe dei.
18Os povos de Judá e de Israel serão como labaredas de fogo.
Eles destruirão os descendentes de Esaú,
como o fogo devora a palha;
nenhum dos edomitas escapará.
Eu, o Senhor, falei.”
19Os israelitas do sul de Judá conquistarão o país de Edom, e os que moram nas planícies de Judá tomarão posse do território dos filisteus. Os israelitas conquistarão o território de Efraim e de Samaria, e o povo da tribo de Benjamim tomará a região de Gileade. 20Os que foram levados como prisioneiros para fora do Reino de Israel voltarão e conquistarão a região da Fenícia até a cidade de Sarepta, no Norte; e os que foram levados de Jerusalém e que estão em Sefarade conquistarão a região do sul de Judá. 21O povo de Deus, vitorioso, subirá o monte Sião e dali governará o povo de Edom. E o Senhor será o Rei.
Loading reference in secondary version...

2000 Sociedade Bíblica do Brasil. Todos os direitos reservados.