12
Jesus e o sábado
Marcos 2.23-28; Lucas 6.1-5
1Poucos dias depois, num sábado, Jesus estava atravessando uma plantação de trigo. Os seus discípulos estavam com fome e por isso começaram a colher espigas e a comer os grãos de trigo. 2Quando alguns fariseus viram aquilo, disseram a Jesus:
— Veja! Os seus discípulos estão fazendo uma coisa que a nossa Lei proíbe fazer no sábado!
3Então Jesus respondeu:
— Vocês não leram o que Davi fez, quando ele e os seus companheiros estavam com fome? 4Davi entrou na casa de Deus, e ele e os seus companheiros comeram os pães oferecidos a Deus, embora isso fosse contra a Lei. Pois somente os sacerdotes tinham o direito de comer esses pães. 5Ou vocês não leram na Lei de Moisés que, nos sábados, os sacerdotes quebram a Lei, no Templo, e não são culpados? 6Eu afirmo a vocês que o que está aqui é mais importante do que o Templo. 7Se vocês soubessem o que as Escrituras Sagradas querem dizer quando afirmam: “Eu quero que as pessoas sejam bondosas e não que me ofereçam sacrifícios de animais”, vocês não condenariam os que não têm culpa. 8Pois o Filho do Homem tem autoridade sobre o sábado.
Jesus e o homem da mão aleijada
Marcos 3.1-6; Lucas 6.6-11
9Jesus saiu dali e foi para uma sinagoga. 10Estava ali um homem que tinha uma das mãos aleijada. Então algumas pessoas que queriam acusar Jesus de desobedecer à Lei lhe perguntaram:
— É contra a nossa Lei curar no sábado?
11Jesus respondeu:
— Se um de vocês tiver uma ovelha, e no sábado ela cair num buraco, será que ele não vai fazer tudo para tirá-la dali? 12Pois uma pessoa vale muito mais do que uma ovelha. Portanto, a nossa Lei permite ajudar os outros no sábado.
13E disse para o homem:
— Estenda a mão!
Ele estendeu, e ela sarou e ficou igual à outra.
14Então os fariseus que estavam ali saíram e começaram a fazer planos para matar Jesus.
O servo escolhido de Deus
15Quando Jesus soube disso, foi embora dali, e muita gente o seguiu. Ele curou todos os que estavam doentes 16e mandou que não contassem nada a ninguém a respeito dele. 17Isso aconteceu para se cumprir o que o profeta Isaías tinha dito:
18“Disse Deus: Aqui está o meu servo
que escolhi,
aquele que amo e que dá muita alegria
ao meu coração.
Eu porei nele o meu Espírito,
e ele anunciará o meu julgamento
a todos os povos.
19Não discutirá, nem gritará,
nem fará discursos nas ruas.
20Não esmagará o galho que está quebrado,
nem apagará a luz que já está fraca.
Ele agirá assim até que a causa da justiça
seja vitoriosa.
21E todos os povos vão pôr nele
a sua esperança.”
O poder de Jesus para expulsar demônios
Marcos 3.20-30; Lucas 11.14-23
22Então levaram a Jesus um homem que era cego e mudo porque estava dominado por um demônio. Jesus o curou, e ele começou a ver e a falar. 23A multidão ficou admirada e perguntava:
— Será que este homem é o Filho de Davi?
24Alguns fariseus ouviram isso e responderam:
— É Belzebu, o chefe dos demônios, quem dá poder a este homem para expulsar demônios.
25Mas Jesus conhecia os pensamentos deles e disse:
— O país que se divide em grupos que lutam entre si certamente será destruído. E a cidade ou a família que se divide em grupos que lutam entre si também será destruída. 26Assim, se no reino de Satanás um grupo está combatendo contra outro, isso quer dizer que esse reino já está dividido e logo vai desaparecer. 27Vocês dizem que eu expulso demônios porque Belzebu me dá poder para fazer isso. Mas, se é assim, quem dá aos seguidores de vocês o poder para expulsar demônios? Assim, os seus próprios seguidores provam que vocês estão completamente enganados. 28Na verdade é pelo poder de Deus que eu expulso demônios, e isso prova que o Reino de Deus já chegou até vocês.
29— Ninguém pode entrar na casa de um homem forte e roubar os seus bens, sem primeiro amarrá-lo. Somente assim essa pessoa poderá levar as coisas que ele tem em casa.
30— Quem não é a meu favor é contra mim; e quem não me ajuda a ajuntar está espalhando. 31Por isso eu afirmo a vocês que as pessoas serão perdoadas por qualquer pecado ou blasfêmia que disserem contra Deus. Mas quem blasfemar contra o Espírito Santo não será perdoado. 32Se alguém disser alguma coisa contra o Filho do Homem, será perdoado; mas quem falar contra o Espírito Santo não será perdoado, nem agora nem no futuro.
A árvore e as suas frutas
Lucas 6.43-45
33— Vocês só poderão ter frutas boas se tiverem uma árvore boa. Mas, se tiverem uma árvore que não presta, vocês terão frutas que não prestam. Porque é pela qualidade das frutas que sabemos se uma árvore é boa ou não presta. 34Ninhada de cobras venenosas! Como é que vocês podem dizer coisas boas se são maus? Pois a boca fala do que o coração está cheio. 35A pessoa boa tira o bem do seu depósito de coisas boas, e a pessoa má tira o mal do seu depósito de coisas más.
36— Eu afirmo a vocês que, no Dia do Juízo, cada pessoa vai prestar contas de toda palavra inútil que falou. 37Porque as suas palavras vão servir para julgar se você é inocente ou culpado.
O pedido de um milagre
Marcos 8.11-12; Lucas 11.29-32
38Então alguns mestres da Lei e alguns fariseus disseram a Jesus:
— Mestre, queremos ver o senhor fazer um milagre.
39Jesus respondeu:
— Como as pessoas de hoje são más e sem fé! Vocês estão me pedindo que faça um milagre, mas o milagre do profeta Jonas é o único sinal que lhes será dado. 40Porque assim como Jonas ficou três dias e três noites dentro de um grande peixe, assim também o Filho do Homem ficará três dias e três noites no fundo da terra. 41No Dia do Juízo o povo de Nínive vai se levantar e acusar vocês, pois eles se arrependeram dos seus pecados quando ouviram a pregação de Jonas. E eu afirmo que o que está aqui é mais importante do que Jonas. 42No Dia do Juízo a Rainha de Sabá vai se levantar e acusar vocês, pois ela veio de muito longe para ouvir os sábios ensinamentos de Salomão. E eu afirmo que o que está aqui é mais importante do que Salomão.
A volta do espírito mau
Lucas 11.24-26
43Jesus continuou:
— Quando um espírito mau sai de alguém, anda por lugares sem água, procurando onde descansar, mas não encontra. 44Então diz: “Vou voltar para a minha casa, de onde saí.” Aí volta e encontra a casa vazia, limpa e arrumada. 45Depois sai, vai buscar outros sete espíritos piores ainda, e todos ficam morando ali. Assim a situação daquela pessoa fica pior do que antes. E isso também acontecerá com esta gente má de hoje.
A mãe e os irmãos de Jesus
Marcos 3.31-35; Lucas 8.19-21
46Quando Jesus ainda estava falando ao povo, a mãe e os irmãos dele chegaram. Ficaram do lado de fora e pediram para falar com ele. 47Então alguém disse a Jesus:
— Escute! A sua mãe e os seus irmãos estão lá fora e querem falar com o senhor.
48Jesus perguntou:
— Quem é a minha mãe? E quem são os meus irmãos?
49Então apontou para os seus discípulos e disse:
— Vejam! Aqui estão a minha mãe e os meus irmãos. 50Pois quem faz a vontade do meu Pai, que está no céu, é meu irmão, minha irmã e minha mãe.
Loading reference in secondary version...

2000 Sociedade Bíblica do Brasil. Todos os direitos reservados.