38
O rei Ezequias é curado
2Reis 20.1-11; 2Crônicas 32.24-26
1Por esse tempo, o rei Ezequias ficou doente e quase morreu. O profeta Isaías, filho de Amoz, foi visitá-lo e disse:
— O Senhor Deus diz assim: “Ponha as suas coisas em ordem porque você não vai sarar. Apronte-se para morrer.”
2Então Ezequias virou o rosto para a parede e orou assim:
3— Ó Senhor, lembra que eu tenho te servido com fidelidade e com todo o coração e sempre fiz aquilo que querias que eu fizesse.
E chorou amargamente.
4Aí Deus mandou que Isaías 5voltasse a falar com Ezequias e lhe dissesse:
— Eu, o Senhor, o Deus do seu antepassado Davi, escutei a sua oração e vi as suas lágrimas. Vou deixar que você viva mais quinze anos. 6Livrarei você e esta cidade de Jerusalém do rei da Assíria e defenderei esta cidade. 7O Senhor Deus lhe dará um sinal para provar que vai cumprir a sua promessa. 8Na escadaria feita pelo rei Acaz, o Senhor fará com que a sombra volte dez degraus.
E a sombra voltou dez degraus.
9Depois que o rei Ezequias sarou, ele escreveu o seguinte hino de louvor:
10“Eu pensava que iria morrer na flor da idade,
que daqui em diante moraria no mundo dos mortos.
11Pensava que nesta vida
eu nunca mais veria o Senhor,
que nunca mais veria outro ser humano.
12A minha vida foi cortada e terminada
como uma barraca de pastores que é desmontada e levada para longe
ou como um pedaço de pano que o tecelão corta de uma peça de tecido.
Dia e noite eu pensava que Deus já ia acabar comigo.
13A noite inteira, eu gritava de dor,
como se um leão estivesse quebrando os meus ossos.
Dia e noite eu pensava que Deus já ia acabar comigo.
14Eu soltava fracos gemidos de dor como uma andorinha
e gemia como uma pomba.
Os meus olhos se cansaram de olhar para o céu.
Ó Senhor, estou sofrendo! Salva-me!
15Mas como é que posso reclamar,
se foi o próprio Deus quem fez isso comigo?
Estou tão aflito, que já não consigo dormir.
16“Ó Senhor, é por causa das coisas que tu fazes
que todos nós vivemos;
e eu também estou vivo por causa delas.
Dá-me saúde a fim de que eu viva!
17Eu sei que foi para o meu próprio bem
que sofri tanta aflição.
Mas tu me salvaste da morte,
pois perdoaste todos os meus pecados.
18No mundo dos mortos, ninguém te agradece,
ninguém louva o teu nome;
os que estão ali não confiam na tua fidelidade.
19São os vivos que te louvam,
como eu te louvo agora.
E os pais dizem aos filhos
que todos podem confiar em ti.
20Tu me salvaste, ó Senhor.
Por isso, tocaremos as nossas harpas e cantaremos louvores a ti;
a vida inteira nós te louvaremos no teu Templo.”
21Pois Isaías tinha dito:
— Ponham uma pasta de figos em cima da úlcera do rei, e ele ficará bom.
22E o rei Ezequias tinha perguntado:
— Qual será o sinal de que eu poderei ir até o Templo?
Loading reference in secondary version...

2000 Sociedade Bíblica do Brasil. Todos os direitos reservados.