4
1Deus nos deixou a promessa de que podemos receber o descanso de que ele falou. Portanto, tenhamos muito cuidado para que Deus não julgue que algum de vocês tenha falhado, deixando assim de receber esse descanso. 2Pois, assim como aquelas pessoas ouviram, também nós ouvimos a boa notícia. Elas ouviram a mensagem, porém ela não lhes fez nenhum bem porque, quando a ouviram, não a receberam com fé. 3Portanto, nós, os que cremos, recebemos o descanso prometido por Deus, como ele mesmo disse:
“Eu fiquei irado e fiz este juramento:
‘Eles nunca entrarão na Terra Prometida,
onde eu lhes teria dado descanso!’ ”
Ele disse isso, embora o seu trabalho já estivesse terminado desde o tempo em que havia criado o mundo. 4Pois a respeito do sétimo dia está escrito o seguinte em alguma parte das Escrituras Sagradas: “No sétimo dia Deus descansou de todo o trabalho que ele havia feito.” 5E o mesmo assunto é repetido: “Eles nunca entrarão na Terra Prometida, onde eu lhes teria dado descanso.” 6Aqueles que foram os primeiros a ouvir a boa notícia não tiveram fé e por isso não receberam esse descanso. Portanto, há outros que vão recebê-lo. 7A prova disso é que Deus marca outro dia, chamado “hoje”. Ele falou disso, muitos anos depois, por meio de Davi, no trecho das Escrituras já citado:
“Se hoje vocês ouvirem a voz de Deus,
não sejam teimosos.”
8Se Josué tivesse dado ao povo esse descanso, Deus não teria falado mais tarde a respeito de outro dia. 9Assim ainda fica para o povo de Deus um descanso, como o descanso de Deus no sétimo dia. 10Porque quem receber o descanso que Deus prometeu vai descansar de todos os seus trabalhos, assim como Deus descansou dos trabalhos dele. 11Portanto, façamos tudo para receber esse descanso, e assim nenhum de nós deixará de recebê-lo, como aconteceu com aquelas pessoas, por terem se revoltado. 12Pois a palavra de Deus é viva e poderosa e corta mais do que qualquer espada afiada dos dois lados. Ela vai até o lugar mais fundo da alma e do espírito, vai até o íntimo das pessoas e julga os desejos e pensamentos do coração delas. 13Não há nada que se possa esconder de Deus. Em toda a criação, tudo está descoberto e aberto diante dos seus olhos, e é a ele que todos nós teremos de prestar contas.
Cristo, o Grande Sacerdote eterno
14Portanto, fiquemos firmes na fé que anunciamos, pois temos um Grande Sacerdote poderoso, Jesus, o Filho de Deus, o qual entrou na própria presença de Deus. 15O nosso Grande Sacerdote não é como aqueles que não são capazes de compreender as nossas fraquezas. Pelo contrário, temos um Grande Sacerdote que foi tentado do mesmo modo que nós, mas não pecou. 16Por isso tenhamos confiança e cheguemos perto do trono divino, onde está a graça de Deus. Ali receberemos misericórdia e encontraremos graça sempre que precisarmos de ajuda.
Loading reference in secondary version...

2000 Sociedade Bíblica do Brasil. Todos os direitos reservados.