1
Introdução
1De Paulo, prisioneiro por causa de Cristo Jesus, e do irmão Timóteo, ao querido Filemom, nosso companheiro de trabalho,2e à igreja que se reúne em sua casa. Esta carta também vai para a irmã Áfia e para Arquipo, nosso companheiro de batalha.3Que Deus nosso Pai e o Senhor Jesus Cristo lhes dêem graça#graça A bondade divina. e paz.
A fé e o amor de Filemom
4Todas as vezes que eu oro, eu me lembro de você e agradeço ao meu Deus,5porque ouço falar da fé que você tem para com o Senhor Jesus e do amor que você tem para com todo o povo de Deus.6Peço a Deus que a sua generosidade, a qual provém da fé que você tem, faça com que as pessoas percebam as boas coisas que acontecem entre nós no serviço de Cristo.7Eu tenho sentido uma grande alegria e também tenho sido encorajado por causa do seu amor, irmão, pois o coração do povo de Deus tem sido reanimado por seu intermédio.
Paulo pede que Onésimo seja aceito como irmão
8Pois bem, ainda que eu sinta uma grande liberdade em Cristo para lhe ordenar o que convém,9prefiro, contudo, pedir em nome do amor. Eu sou o que sou, Paulo, o velho e agora até prisioneiro por causa de Cristo Jesus,10e peço-lhe um favor para com Onésimo, que se tornou meu filho espiritual aqui na prisão.11Antes ele era inútil para você; atualmente, porém, ele é útil não somente para você, como também para mim.
12Eu vou enviá-lo de volta a você, embora devesse dizer que, ao enviá-lo, estou enviando o meu próprio coração.13Eu gostaria que ele ficasse aqui comigo, para que pudesse me ajudar em seu lugar, enquanto eu estou na prisão por causa das Boas Novas#Boas Novas As notícias de que Deus abriu um caminho por meio de Cristo para que as pessoas possam ter seus pecados perdoados e vivam com Deus. Quando as pessoas aceitam esta verdade, Deus as aceita..14Mas não quis fazer nada sem a sua permissão, para que a sua bondade não venha a ser como que por obrigação, mas voluntária.
15Pode ser que Onésimo tenha se afastado de você temporariamente, a fim de que pudesse tê-lo de volta para sempre.16Você o terá de volta já não mais como um escravo, porém, muito mais do que um escravo, como um irmão querido. Eu o amo muito, mas você vai amá-lo ainda mais, não somente como ser humano, mas também como irmão no Senhor.
17Portanto, se você me considera companheiro, receba-o como se estivesse recebendo a mim mesmo.18E se ele lhe causou algum dano, ou se lhe deve alguma coisa, ponha tudo na minha conta.19Eu, Paulo, escrevo isto com a minha própria mão: Eu pagarei. (É claro que eu não preciso lhe dizer que você também me deve a sua própria vida).20Portanto, irmão, eu lhe peço que me faça este favor no Senhor, e que assim me reanime o coração em Cristo.21Estou escrevendo esta carta confiante em que você vai fazer o que estou lhe pedindo, e sei que você fará até mais ainda do que isto.
22Ao mesmo tempo, prepare-me também um quarto, pois confio que, por meio das orações de vocês, Deus me deixe ir vê-los novamente.
Cumprimentos finais
23Epafras, meu companheiro de prisão em Cristo Jesus, lhe manda lembranças.24Marcos, Aristarco, Demas e Lucas, meus companheiros de trabalho, também mandam lembranças.
25Que a graça#graça A bondade divina. do Senhor Jesus Cristo esteja com vocês.
Loading reference in secondary version...