Parallel
4
Abel e Caim
1Coabitou o homem com Eva, sua mulher. Esta concebeu e deu à luz a Caim; então, disse: Adquiri um varão com o auxílio do Senhor. 2Depois, deu à luz a Abel, seu irmão. Abel foi pastor de ovelhas, e Caim, lavrador. 3Aconteceu que no fim de uns tempos trouxe Caim do fruto da terra uma oferta ao Senhor. 4Abel, por sua vez, trouxe#Hb 11.4 das primícias do seu rebanho e da gordura deste. Agradou-se o Senhor de Abel e de sua oferta; 5ao passo que de Caim e de sua oferta não se agradou. Irou-se, pois, sobremaneira, Caim, e descaiu-lhe o semblante. 6Então, lhe disse o Senhor: Por que andas irado, e por que descaiu o teu semblante? 7Se procederes bem, não é certo que serás aceito? Se, todavia, procederes mal, eis que o pecado jaz à porta; o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo.
O primeiro homicídio
8Disse Caim a Abel, seu irmão: Vamos ao campo. Estando eles no campo, sucedeu que se levantou Caim contra Abel, seu irmão,#Mt 23.35; Lc 11.51; 1Jo 3.12 e o matou. 9Disse o Senhor a Caim: Onde está Abel, teu irmão? Ele respondeu: Não sei; acaso, sou eu tutor de meu irmão? 10E disse Deus: Que fizeste? A voz do sangue de teu irmão clama da terra a mim. 11És agora, pois, maldito por sobre a terra, cuja boca se abriu para receber de tuas mãos o sangue de teu irmão. 12Quando lavrares o solo, não te dará ele a sua força; serás fugitivo e errante pela terra. 13Então, disse Caim ao Senhor: É tamanho o meu castigo, que já não posso suportá-lo. 14Eis que hoje me lanças da face da terra, e da tua presença hei de esconder-me; serei fugitivo e errante pela terra; quem comigo se encontrar me matará. 15O Senhor, porém, lhe disse: Assim, qualquer que matar a Caim será vingado sete vezes. E pôs o Senhor um sinal em Caim para que o não ferisse de morte quem quer que o encontrasse. 16Retirou-se Caim da presença do Senhor e habitou na terra de Node, ao oriente do Éden.
Descendentes de Caim
17E coabitou Caim com sua mulher; ela concebeu e deu à luz a Enoque. Caim edificou uma cidade e lhe chamou Enoque, o nome de seu filho. 18A Enoque nasceu-lhe Irade; Irade gerou a Meujael, Meujael, a Metusael, e Metusael, a Lameque. 19Lameque tomou para si duas esposas: o nome de uma era Ada, a outra se chamava Zilá. 20Ada deu à luz a Jabal; este foi o pai dos que habitam em tendas e possuem gado. 21O nome de seu irmão era Jubal; este foi o pai de todos os que tocam harpa e flauta. 22Zilá, por sua vez, deu à luz a Tubalcaim, artífice de todo instrumento cortante, de bronze e de ferro; a irmã de Tubalcaim foi Naamá.
23E disse Lameque às suas esposas:
Ada e Zilá, ouvi-me;
vós, mulheres de Lameque, escutai o que passo a dizer-vos:
Matei um homem porque ele me feriu;
e um rapaz porque me pisou.
24Sete vezes se tomará vingança de Caim,
de Lameque, porém, setenta vezes sete.
25Tornou Adão a coabitar com sua mulher; e ela deu à luz um filho, a quem pôs o nome de Sete; porque, disse ela, Deus me concedeu outro descendente em lugar de Abel, que Caim matou. 26A Sete nasceu-lhe também um filho, ao qual pôs o nome de Enos; daí se começou a invocar o nome do Senhor.