Parallel
16
Os Fariseus e os Saduceus Pedem um Sinal
(Mc 8.11-13)
1Os fariseus e os saduceus aproximaram-se de Jesus e o puseram à prova, pedindo-lhe que lhes mostrasse um sinal do céu.
2Ele respondeu: “Quando a tarde vem, vocês dizem: ‘Vai fazer bom tempo, porque o céu está vermelho’, 3e de manhã: ‘Hoje haverá tempestade, porque o céu está vermelho e nublado’. Vocês sabem interpretar o aspecto do céu, mas não sabem interpretar os sinais dos tempos!#16.2,3Alguns manuscritos antigos não trazem os versículos 2 e 3. 4Uma geração perversa e adúltera pede um sinal milagroso, mas nenhum sinal será dado a vocês, a não ser o sinal de Jonas”. Então Jesus os deixou e retirou-se.
O Fermento dos Fariseus e dos Saduceus
(Mc 8.14-21)
5Indo os discípulos para o outro lado do mar, esqueceram-se de levar pão. 6Disse-lhes Jesus: “Estejam atentos e tenham cuidado com o fermento dos fariseus e dos saduceus”.
7E eles discutiam entre si, dizendo: “É porque não trouxemos pão”.
8Percebendo a discussão, Jesus lhes perguntou: “Homens de pequena fé, por que vocês estão discutindo entre si sobre não terem pão? 9Ainda não compreendem? Não se lembram dos cinco pães para os cinco mil e de quantos cestos vocês recolheram? 10Nem dos sete pães para os quatro mil e de quantos cestos recolheram? 11Como é que vocês não entendem que não era de pão que eu estava lhes falando? Tomem cuidado com o fermento dos fariseus e dos saduceus”. 12Então entenderam que não estava lhes dizendo que tomassem cuidado com o fermento de pão, mas com o ensino dos fariseus e dos saduceus.
A Confissão de Pedro
(Mc 8.27-30; Lc 9.18-21)
13Chegando Jesus à região de Cesareia de Filipe, perguntou aos seus discípulos: “Quem os outros dizem que o Filho do homem é?”
14Eles responderam: “Alguns dizem que é João Batista; outros, Elias; e, ainda outros, Jeremias ou um dos profetas”.
15“E vocês?”, perguntou ele. “Quem vocês dizem que eu sou?”
16Simão Pedro respondeu: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo”.
17Respondeu Jesus: “Feliz é você, Simão, filho de Jonas! Porque isto não foi revelado a você por carne ou sangue, mas por meu Pai que está nos céus. 18E eu digo que você é Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do Hades#16.18 Essa palavra pode ser traduzida por inferno, sepulcro, morte ou profundezas. não poderão vencê-la#16.18 Ou não se mostrarão mais fortes do que ela. 19Eu darei a você as chaves do Reino dos céus; o que você ligar na terra terá sido ligado nos céus, e o que você desligar na terra terá sido desligado#16.19 Ou será ligado… será desligado nos céus”. 20Então advertiu a seus discípulos que não contassem a ninguém que ele era o Cristo.
Jesus Prediz sua Morte e Ressurreição
(Mc 8.31–9.1; Lc 9.22-27)
21Desde aquele momento Jesus começou a explicar aos seus discípulos que era necessário que ele fosse para Jerusalém e sofresse muitas coisas nas mãos dos líderes religiosos, dos chefes dos sacerdotes e dos mestres da lei, e fosse morto e ressuscitasse no terceiro dia.
22Então Pedro, chamando-o à parte, começou a repreendê-lo, dizendo: “Nunca, Senhor! Isso nunca te acontecerá!”
23Jesus virou-se e disse a Pedro: “Para trás de mim, Satanás! Você é uma pedra de tropeço para mim, e não pensa nas coisas de Deus, mas nas dos homens”.
24Então Jesus disse aos seus discípulos: “Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. 25Pois quem quiser salvar a sua vida#16.25 Ou alma, a perderá, mas quem perder a sua vida por minha causa, a encontrará. 26Pois, que adiantará ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou, o que o homem poderá dar em troca de sua alma? 27Pois o Filho do homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos, e então recompensará a cada um de acordo com o que tenha feito. 28Garanto a vocês que alguns dos que aqui se acham não experimentarão a morte antes de verem o Filho do homem vindo em seu Reino”.